Desafios para 2019
19/12/2018 17:44
Ana Carolina Moraes, Ana Vitória Barros, Julia Carvalho, Pedro Madeira e Vinícius Nóbrega.

Durante Assembleia Universitária, o Reitor da PUC-Rio destaca o que ocorreu ao longo do ano acadêmico de 2018 e revela planos para o próximo ano

Reitor explica em Assembléia a forma como a Universidade enfrentou as dificuldades de 2018. Foto: Amanda Dutra

O Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., reuniu o corpo docente, o Conselho Universitário, integrantes do Conselho de Desenvolvimento e Representantes do Conselho da Mantenedora da PUC-Rio para a sessão solene da Assembleia Universitária, no auditório do RDC, nesta quarta-feira, 19. Na ocasião, ele apresentou um balanço das atividades da Universidade em 2018 e explanou sobre os projetos para o próximo ano.

O Reitor da Universidade destacou na fala de abertura o que ocorreu ao longo do ano e enfatizou que, com as crises, econômica, política e ética, foi preciso adequar a instituição à atual realidade. Ele agradeceu aos Vice-Reitores e Decanos que ajudaram no processo de revisão dos centros e unidades acadêmicas, e, ressaltou, buscam por alternativas para o próximo ano.

— Ao contrário de outras instituições confessionais no Rio de Janeiro, e sobretudo no Brasil, não optamos pelos processos de demissões de pessoas para sobreviver à crise, mas preferimos rever as despesas e buscar outros mecanismos de sustentabilidade econômica. Por outro lado, temos que reconhecer que o amadurecimento institucional da PUC possibilitou lidar com tranquilidade os problemas vividos na sociedade neste ano de disputas eleitorais, como radicalismos, escândalos de corrupção e notícias falsas. Os debates no campus, as atividades e as eleições estudantis ocorreram com tranquilidade, contando sempre com a sábia vigilância da Vice-Reitoria Comunitária

O Reitor mostrou um vídeo que faz uma retrospectiva do que ocorreu na Universidade durante o ano. Após a exibição, padre Josafá fez a entrega do Prêmio Pesquisador Destaque e da Medalha Cardeal Dom Sebastião Leme. Com o Decano do Centro Técnico Científico (CTC), professor Luiz da Silva Mello, foram entregues o diploma do Prêmio e a Medalha ao professor Carlos José Pereira de Lucena, do Departamento de Informática.

Em seguida o Decano do Centro de Ciências Sociais (CCS), professor Luiz Roberto Cunha, fez a entrega do Prêmio ao professor Marco Antonio Villela Pamplona, do Departamento de História, que recebeu a Medalha Dom Helder Câmara. A professora Maria Clara Bingemer, do Departamento de Teologia, foi a escolhida do Centro de Teologia e Ciências Humanas (CTCH) para o Prêmio Pesquisador Destaque. Ela ganhou a Medalha Alceu Amoroso Lima das mãos do Reitor e da Vice-Decana do CTCH, professora Maria Cristina Monteiro Pereira de Carvalho.

Professor Carlos Lucena recebeu a Medalha Cardeal Dom Sebastião Leme pelos anos dedicados à instituição. Foto: Amanda Dutra

A professora Jakeline Prata de Assis Pires, do Departamento de Biologia, recebeu o Prêmio de Pesquisadora Destaque Jakeline também recebeu do Reitor, que estava ao lado do Decano do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), professor Hilton Augusto Koch, o Símbolo Lineano – Carlos Lineu, conhecido como pai da classificação biológica e da taxonomia. Na linha Laudato Si’, o Prêmio de Pesquisador Destaque foi entregue ao professor Juliano Junqueira Assunção, do Departamento de Economia, pelo Vice-Reitor da Universidade, padre Álvaro Mendonça Pimentel, e o Reitor entregou a Medalha de Mérito da PUC-Rio.

Para 2019, padre Josafá determinou sete desafios que deverão ser cumpridos pela instituição. Entre eles, citou a necessidade de adequar as receitas com as despesas da Universidade. Na parte acadêmica, destacou alternativas como a criação de novos cursos, ensino a distância para cursos de extensão, de mestrados profissionalizantes. Ele também afirmou que os processos para transferências externas serão facilitados. Ainda como novidade, padre Josafá destacou a criação de um comitê de crise, para gerenciar conflitos que possam atingir a imagem da Universidade.

- Alguns fatos que aparecem de uma hora para outra e atingem a instituição fizeram com que percebêssemos a necessidade da criação de um comitê de crises para tomar medidas rápidas e atacar estes problemas. Situações como estas não podem arranhar a imagem da instituição. O Comitê vai ser importante porque problemas podem se arrastar e tomar outras proporções.

Vice-Reitor de Desenvolvimento, Sergio Bruni, integrante do Conselho de Desenvolvimento, professor Pedro Malan, Vice-Reitor, padre Álvaro Mendonça Pimentel, S.J., e professor Marco Pamplona, do Departamento de História. Foto: Amanda Dutra

Ao encerrar a reunião, o Reitor incentivou os departamentos a continuar a investir na qualidade acadêmica de suas áreas para que a PUC-Rio possa continuar com o lugar de destaque que ocupa no setor de educação do país. Ele ainda fez questão de ressaltar o trabalho que da direção do Solar Grandjean de Montigny, a cargo da professora Margarida de Souza Neves, que, segundo ele, estreitou novamente o contato da Universidade com o Solar.

Para assistir ao vídeo que foi exibido durante a Assembléia clique aqui

Confira aqui uma matéria sobre os professores que receberam os Prêmio de Pesquisador Destaque e as Medalhas da Universidade.

Mais Recentes
Mulheres presas e esquecidas
Ciclo de palestras aborda o encarceramento feminino no Brasil e denuncia a realidade das mulheres dentro dos presídios
A lembrança viva de Marielle Franco
Nima inaugura espaço ecológico dedicado à ex-aluna e vereadora, conhecida pelo ativismo socioambiental