Dados sobre sustentabilidade e meio ambiente em conexão
13/06/2019 17:37
Juan Pablo Rey e Paula Veiga

NIMA desenvolve Sistema de Recuperação de Informações para mostrar atividades relacionadas ao tema ambiental na Universidade

Professor Sérgio Lifschitz está desenvolvendo a ferramenta para o NIMA. Foto: Bia Côrtes

Com 20 anos de contribuição ao meio ambiente e sustentabilidade no campus, o Núcleo Interdisciplinar do Meio Ambiente (NIMA) da PUC-Rio desenvolve métodos de interação dos alunos e professores com o núcleo. É o caso do Sistema de Recuperação de Informações, que está sendo desenvolvido pelo professor Sérgio Lifschitz, do Departamento de Informática, e brevemente será lançado.

O sistema funcionará como um site de buscas, mas relacionadas ao meio ambiente na Universidade. O usuário vai poder pesquisar professores, projetos de pesquisa, projetos em desenvolvimento, teses, monografias, disciplinas e atividades relacionadas ao tema ambiental. Lifschitz, que também é Coordenador de Pesquisas do NIMA, destaca que a ferramenta ajudará na integração dos temas ambientais na PUC-Rio. 

- O usuário vai as botar palavras chaves e, por elas, vamos mostrar para o público interno e externo o que se faz na PUC em relação a aquele aspecto ambiental. Por exemplo, vou botar "ecologia". Quem faz projetos ligados à ecologia na PUC? Não sei. Não existe um lugar que me diga claramente isso. A ideia também é consigamos em algum momento descobrir informações que não sejam óbvias.

A ferramenta está pronta, mas em fase de testes. Dados como o Curriculum Lattes dos professores e as informações de cada departamento relacionadas ao tema ambiental estão sendo coletados. A expectativa é que uma versão limitada do Sistema de Recuperações de Informações seja lançada até o fim deste semestre letivo.

Lifschitz acredita que a ferramenta possibilitará o próprio NIMA a conhecer e unir mais informações sobre o que é desenvolvido sobre sustentabilidade e meio ambiente da Universidade, além de usuários internos e externos se atualizarem sobre todas as atividades voltadas para o tema. Segundo ele, a PUC-Rio tem muito a ganhar com o sistema. 

- A PUC tem várias iniciativas e muita gente não conhece. Nós, professores, alunos, funcionários, vamos ficar sabendo. Isso é um benefício óbvio, e eu acho que muitos alunos vão se interessar e talvez chegar junto ou abrir novas frentes. Para o NIMA, isso é uma meta, de alguma forma agregar tudo que é informação e interagir para fins externos e internos com tudo que diz respeito a meio ambiente da PUC.

Mais Recentes
Liberdade de expressão no mundo
Diretora regional do Repórteres Sem Fronteiras na América Latina analisa a democracia jornalística no continente
Conexões entre comunicação e a cidade
Muniz Sodré e Julita Lemgrumber analisam os problemas que o Rio de Janeiro enfrenta  
Elo entre mestres e alunos na escola pública
Profissionais de ensino discutem o incentivo à formação de professores no país