Gratidão e orgulho na PUC-Rio
28/10/2019 18:28
Clara Martins

Profissionais recebem diploma pelo tempo de trabalho na Universidade

Vice-Reitor Comunitário, professor Augusto Sampaio, e o eletricista Antonio Carlos Anchieta Romão, da Prefeitura do Campus, recebem diplomas de 50 anos na PUC-Rio. Foto: Amanda Dutra

Em comemoração do Dia do Professor, celebrado no dia 15 de outubro, a confraternização entre professores e funcionários técnico-administrativos da Universidade foi realizada na sexta-feira, 19. Organizado pela Vice-Reitoria Comunitária, com apoio da Associação dos Funcionários da PUC-Rio (AFPUC), o encontro homenageou 169 profissionais que completaram de 20 a 50 anos de casa. A cerimônia foi marcada pelo sentimento de gratidão e orgulho de pessoas da Universidade ao lembrar da trajetória na Instituição.

Na mesa, estavam presentes o Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., o Vice-Reitor, padre Álvaro Mendonça Pimentel, S.J., acompanhados do Vice-Reitor Comunitário, professor Augusto Sampaio. Durante o encontro, o Reitor conduziu a entrega dos diplomas de honra ao mérito aos mestres e funcionários. O Vice-Reitor Comunitário, que completou 50 anos na Universidade, também foi homenageado e comentou que a sentimento é de agradecimento e perdão.

– Tenho muito a gratificar por ter tido a oportunidade de estar na PUC-Rio e prestigio os meus chefes, que me conduziram ao longo dos anos. Reconheço também ser importante dizer perdão, porque, muitas vezes, a gente não tem um olhar mais abrangente e esquece de um detalhe que poderia ajudar a vida de alguém.

Anualmente, a confraternização recebe um tema diferente, este ano foi Brinque mais, Sorria mais, Viva mais. De acordo com a Coordenadora da Coordenação de Atividades Comunitárias e Culturais (CACC), Suzana de Mattos Kerber, a escolha da temática foi por causa da proximidade com o Dia das Crianças, 12 de outubro, e com o objetivo de produzir um clima leve e de alegria. Para isso, havia jogos de sinuca, hóquei e basquete, além de brinquedos espalhados pelas mesas.

Professores e funcionários participam de brincadeiras na confraternização. Foto: Amanda Dutra

O eletricista Antonio Carlos Anchieta Romão, da Prefeitura do Campus, também foi homenageado por completar 50 anos na Universidade. Ele comentou que a história dele com a PUC-Rio começou muito antes de ser funcionário, porque, quando era criança, morava perto da Universidade, e tinha o costume de colher jaca no campus. Para ele, a convivência harmoniosa com os alunos, professores e funcionários, sobretudo o respeito mútuo entre eles, são os pontos principais de gratidão e orgulho.

Para os professores do Departamento de Comunicação Social Bárbara Assumpção e Sergio Mota, que estão 20 anos na casa, a multiplicidade de alunos é fundamental para o desenvolvimento de pontos de vistas. Segundo Sergio Mota, a possibilidade de ter dentro de uma sala de aula pessoas diversas agrega para a construção de um panorama educacional amplo.

– Tive a oportunidade de ver literalmente a ideia de diversidade, porque pude ter o contato com alunos muito diferentes. E, para mim, que sempre trabalhei com um conteúdo que atinja todos na sala de aula, com o objetivo que se sintam representados, é muito enriquecedor.

Porfessor do Departamento de Comunicação Social Sergio Mota é homenageado pelos 20 anos na casa. Foto: Amanda Dutra

De acordo com Bárbara, a trajetória na Universidade proporcionou crescimento profissional e pessoal, a partir do convívio harmonioso e integrado entre os mestres e funcionários. Ela disse que a relação com os alunos produz uma atualização contínua, com a troca de experiências, ideias e os novos conceitos compartilhados nas salas de aula.

– Todo o dia é um sentimento diferente, porque cada turma carrega novas experiências. Assim, nunca uma aula é igual a outra, apesar de eu falar sobre o mesmo assunto, a forma será distinta da anterior. É gratificante ver isso.

Mais Recentes
Integração dos saberes marca primeiro dia de Seminário
Ao longo da semana, Universidades Jesuítas de 14 países da América Latina celebram os cinco anos da Laudato Si’
Janelas de excelência
PUC-Rio e sete universidades católicas criam parceria para ensino, pesquisa e internacionalização
Desafios da ajuda humanitária
Agentes da ACNUR relatam o trabalho com refugiados em Roraima