Destino traçado para o Tinguá
02/05/2012 15:00
Ana Paula Bissoli / Foto: Cynthia Salles

O Vice-Reitor de Desenvolvimento, Sergio Bruni, em visita, ao terreno em Tinguá, falou sobre as possibilidades de expandir atividades de ensino, pesquisa, extensão e experimentação da Universidade para o local.

Terreno doado à PUC, no bairro do Tinguá, em Nova Iguaçu, que
funcionará como campus de treinamento profissionalizante

 

O Vice-Reitor de Desenvolvimento, Sergio Bruni, visitou, no dia 24 de abril, o terreno em Tinguá, doado à PUC-Rio em 2011, para discutir o futuro da região com membros da Secretaria de Educação, Meio Ambiente e Agricultura da prefeitura de Nova Iguaçu. Segundo Bruni, a ideia é usá-la como um campus avançado da PUC. “O objetivo prioritário é expandir atividades de ensino, pesquisa, extensão e experimentação da Universidade para esse local e também entender as demandas locais para trabalhar a questão social da região”, explicou o Vice-Reitor.

 

O terreno foi doado pelo ex-padre jesuíta Cristiano Carmeman. A área era usada há oito anos como pousada e sede da ONG Campo – Centro de Apoio ao Movimento Popular, da qual Cristiano era diretor. No final desse tempo, a doação foi feita à PUC, que passou a administrar a casa.

 

Flávio Moreno, chefe de unidades de conservação da prefeitura de Nova Iguaçu, destaca a importância da parceria para o desenvolvimento local: “Com essa parceria, a PUC busca usar o campus avançado como local de treinamento profissionalizante para contribuir no desenvolvimento da região”, acrescentou.

 

O novo campus conta com uma área verde de 260 mil m², com nascente de rios da região, cuja água é filtrada no próprio local e usada para consumo, vegetação abundante e muitas espécies de animais, além de uma estrutura com alojamentos, salas de aulas, cozinha e banheiros.

 

Dentre os trabalhos já desenvolvidos, a montagem de um atlas do município pela PUC ocupa lugar de destaque. Idealizado como um instrumento de reconhecimento do território pela população, o atlas visa conscientizar os moradores de Tinguá e dos arredores da riqueza ecológica e histórica da região.

 

A filosofia do projeto acompanha o que a professora Vera Lúcia, gestora do Departamento de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente, destacou: “Acreditamos que não existe educação sem passar pelo meio ambiente, como também não existe falar do meio ambiente sem a educação.”

 

Edição 254

 

 

Mais Recentes
Sustentabilidade é novo paradigma de desenvolvimento
Em palestra na PUC-Rio, pesquisadores do IBGE e professores do Centro de Ciências Sociais discutem a importância da leitura de indicadores sociais, e as lacunas nos dados
Fevuc: remodelação da aparência
Convidados refletem sobre as mudanças que cada indivíduo passa para se integrar às regras impostas pela sociedade
Pilotis recebem doações para as milhares de vítimas do furacão no Haiti
Reitor conclama Comunidade PUC para aderir à campanha. Feijão, arroz e leite em pó são prioridade. Arca da Solidariedade está nos Pilotis do Kennedy.