Desafios internacionais para as universidades
08/05/2018 10:34
Padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J.

Em artigo, o Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., fala sobre o IV Encontro Internacional de Reitores, que será realizado em Salamanca, na Espanha.

Diante da complexidade dos problemas na sociedade local e internacional, repercutindo fortemente no meio universitário, os Reitores se encontrarão nos dias 21 e 22 de maio de 2018 em Salamanca, Espanha, para discutir os desafios e as soluções de questões relacionadas com a formação e aprendizagem no mundo digital, os impactos das pesquisas na sociedade, a contribuição das Universidades para o desenvolvimento social e territorial, entre outros temas.

O IV Encontro Internacional de Reitores, organizado pela UNIVERSIA, coincide com as celebrações dos 800 anos da Universidade de Salamanca, uma das Instituições de ensino superior mais antigas do mundo. São esperados cerca de 600 reitores de todos os continentes, onde a delegação brasileira certamente será bastante numerosa, pelo fato da quantidade de Universidades existentes no Brasil.

Uma das mesas de debate, coordenada pelo Reitor da PUC-Rio, versará sobre o tema “Ciência aberta e interconectada”, assunto desafiador para o mundo universitário, onde os saberes científicos ainda se encontram fragmentados em conteúdos, disciplinas e resultados. O fechamento dentro das múltiplas especializações no ensino e na pesquisa continuam sendo vivenciados em nossas Universidades, não permitindo uma formação mais sistêmica dos estudantes, e dificultando muitas vezes o exercício profissional na sociedade. O tradicional individualismo científico e acadêmico está cada dia mais distante das mudanças rápidas e digitais na sociedade mundial e local. A falta de uma maior interconexão dos saberes científicos dificulta uma visão mais sistêmica da complexidade dos problemas existentes no mundo atual, exigindo assim das Universidades ações e práticas interdisciplinares e interdepartamentais. Embora iniciativas como estas venham surgindo no meio acadêmico nos últimos anos, é necessário ampliá-las e incentivá-las, utilizando as novas ferramentas do mundo digital, pois estas constituem hoje mediações importantes para a construção de novas metodologias de ensino. A cultura digital entre os jovens favorece a abertura e a interconexão entre as ciências, respondendo de maneira rápida e eficaz a muitos dos desafios sociais e ambientais, sem perder a dimensão de profundidade e excelência no ensino e na pesquisa, características fundamentais das grandes Universidades.

A expectativa é que o IV Encontro Internacional de Reitores possa oferecer subsídios importantes para as Universidades, ajudando os gestores a motivarem os docentes no uso das ferramentas digitais na metodologia de ensino, na interconexão dos saberes científicos, no compartilhamento das pesquisas acadêmicas, contribuindo mais diretamente com o desenvolvimento social e ambiental das sociedades onde as Universidades estão inseridas.

Padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J.

Reitor da PUC-Rio

Mais Recentes
Preservar as conquistas inclusivas
O Reitor padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., lembra em artigo que, nos últimos anos, várias iniciativas acadêmicas foram feitas na Universidade para discutir, aprofundar, apoiar e ampliar o processo de inclusão na sociedade.
Estamos apequenando ambientalmente?
Em artigo, o Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., aborda a importância de se estabelecer uma política voltada para o meio ambiente e sem influência de questões partidárias.