Sabedoria de discernir em tempos conflitivos
01/10/2018 12:42
Padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J. – Reitor da PUC-Rio

Em artigo, o Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., critica a polarização e os radicalismos, que geram os dissensos, e que só podem ser vencidos pela busca de consenso e conciliação.

 

A realidade em que vivemos neste momento de nossa história, marcada por perplexidades, radicalismos e incertezas exige de cada um de nós a sabedoria em discernir as escolhas e opções voltadas para o bem comum do que queremos para o nosso país. Discernir supõe um equilíbrio entre a razão e a sensibilidade, evitando a sobreposição de uma sobre a outra, pois este desequilíbrio pode gerar erros que mais tarde serão evidenciados no correr da História. O discernimento exige a busca de consenso no que é melhor para a sociedade como um todo, muito acima das preferências individuais. A polarização e os radicalismos, que geram os dissensos, só podem ser vencidos pela busca de consenso e conciliação, uma sabedoria que não é fácil de exercer quando falta clareza, prudência e objetividade nos princípios que norteiam as nossas opções.

      A Universidade, como casa do saber e da ciência, deveria ser o lugar privilegiado para ajudar no discernimento daquilo que queremos para a sociedade, através de debates das ideias e na acolhida das diferenças, oferecendo reflexões inteligentes que possam subsidiar as pessoas nas suas escolhas e opções. Radicalismos e polarizações não combinam com o horizonte de universalidade de pensamento que caracteriza uma Universidade, espaço privilegiado para a profundidade do pluralismo de ideias entre as diferentes correntes do pensamento. Faz parte de uma Universidade Católica, estimular, favorecer e debater os grandes princípios e valores que devem orientar as opções das pessoas para a busca do bem comum, da verdade e do exercício consciente da cidadania, contribuindo para criar uma cultura de consenso naquilo que é melhor para o presente e o futuro da sociedade em que estamos inseridos.

       Que a PUC-Rio possa fazer a diferença em testemunhar esta sabedoria em discernir neste momento de escolhas eleitorais para o nosso país e o nosso Estado do Rio de Janeiro, respeitando o pluralismo de ideias e opções. Acolhendo em nosso campus aqueles que poderão nos representar futuramente nos poderes executivos e legislativos, é uma oportunidade para aprender a discernir suas propostas e soluções em prol de uma sociedade mais justa, inclusiva, democrática e fraterna, na qual a violência dê lugar à paz, e as divisões sejam superadas pela reconciliação entre as diferenças. Que Deus conserve em nós a esperança de sonhar com um país melhor, inspirando-nos nas escolhas e opções que possam ser as mais sábias para o contexto nacional e regional em que vivemos.

                               

Mais Recentes
Prudência necessária em tempos polarizados
O Reitor padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., ressalta em seu artigo que, neste período após a eleição, quando a sociedade brasileira viveu momentos de polarização a Universidade deve manter o espírito empreendedor que é a caracteriza.
50 anos da UCP
A Universidade Católica de Portugal encerrou a celebração dos 50 anos nos dias 11 e 12, em Lisboa, e o Reitor da PUC-Rio, Padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., participou da comemoração