Conhecimento local como base de uma economia sustentável
27/03/2012 17:00
Lilian Saback

Destaques do segundo dia da conferência “Planet Under Pressure"

O segundo dia da conferência “Planet Under Pressure”, em Londres, abriu com debate sobre o tema Opções e Oportunidades. Bina Agarwal, professora de economia do Instituto do Crescimento Econômico de Delhi, falou sobre a importância do trabalho de comunidades locais, especialmente das mulheres, na construção de uma economia agrária sustentável e na preservação de florestas.

 

Já Yvo de Boer, secretário executivo da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança de Clima, relatou as dificuldades de transformação de economias tradicionais na direção de uma economia sustentável, a chamada economia verde. Entretanto, Boer apontou alguns exemplos de países que vêm desenvolvendo, nos últimos anos, políticas públicas nesse sentido. O economista destacou, principalmente, as experiências recentes da Coréia do Sul e da Noruega.

 

Encerrando a primeira mesa, Georgina Mace, do Imperial College de Londres, falou sobre a importância da preservação de ecossistemas na contribuição para a redução da pobreza. Ao longo do dia, a questão da promoção de novas oportunidades, fundadas em uma economia sustentável, esteve no centro das plenárias realizadas no auditório principal da conferência. Amanhã, a questão em pauta será os Desafios para o Progresso.

 

------------------------------------------------------------

Opções e oportunidades

 

Professor Fernando Walcacer, Vice-Diretor do Nima
O Vice-Diretor do Nima, professor Fernando Walcacer, do Departamento de Direito, comentou os principais pontos do primeiro debate do segundo dia do “Planet Under Pressure”.

 

- Cooperativas locais

“A valorização do conhecimento e de experiências de comunidades locais pode representar um importante instrumento no redirecionamento da economia clássica para uma economia mais preocupada
com a sustentabilidade, além de contribuir efetivamente para a redução da pobreza.”

 

- Economia verde

“É muito difícil redirecionar a economia clássica, da maneira como vem sendo operada nos últimos séculos, para uma economia mais preocupada com a questão da sustentabilidade. Com certeza, esse será um debate fundamental durante a Rio+20.”

 

- Preservação de ecossistemas

“O Brasil tem em sua história experiências importantes neste sentido, como, por exemplo, a valorização dos ‘povos da floresta’, inspirada por Chico Mendes e Marina Silva. Nossa experiência mostrou que é possível fazer com que seringueiros e castanheiros trabalhem cooperando para a preservação da biodiversidade e, também, na valorização dos povos da floresta”.

 

Plantão - Edição 253

 

Mais Recentes
Força do trabalhador: greve parou indústrias do país há 100 anos
A greve que provocou a paralisação dos maiores centros industriais no início do século XX
Os 100 anos da Revolução Russa
Na madrugada de 24 para 25 de outubro de 1917, os bolcheviques organizaram uma insurreição que tomou o Palácio de Inverno, em São Petersburgo, Rússia. Foi o fim da era dos czares e a implantação do regime socialista marxista. Desde então, nem a Rússia nem o Ocidente seriam os mesmos. Movimento marcado por contrastes completa um século.
As revelações de Nossa Senhora de Fátima, cem anos depois
Como a padroeira de Fátima, há cem anos, restaurou a fé durante período de explosões sociais e econômicas