Laboratório do Futuro
09/06/2022 17:16
Giulia Matos

Americanas S.A e PUC-Rio anunciam parceria em busca de inovação  

José Pizani, Professor Sérgio Bruni, João Guerra, Reitor padre Josafá Carlos de Siqueia, S.J., e Professor Hélio Lopes. / Foto: Jorge Paulo Araujo

Gerar conhecimento, capacitar profissionais e abrir possibilidades no mercado de trabalho são alguns dos objetivos da parceria do Departamento de Informática com a Americanas S.A. O projeto, chamado de Americanas Futuro Lab PUC-Rio, foi apresentado em uma cerimônia no dia 1º de junho, no RDC. A proposta é ser um programa para estudantes interessados em trabalhar com inovação e colaborar com a solução de problemas reais do mundo corporativo. No laboratório, os estagiários serão orientados por professores da Universidade e profissionais da área de tecnologia e inovação da Americanas S.A. 

O Reitor, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., celebrou a parceria da empresa com a instituição e mencionou como a PUC-Rio, em 82 anos de atividade, procura fazer a diferença. Ele ainda ressaltou como a cooperação traz o conceito de excelência.

-  A Americanas S.A consegue abranger todas as classes sociais, atingir um público bem diversificado, ela tem uma preocupação em viabilizar o acesso a estes grupos, carrega este cuidado também presente na Universidade, desde sua fundação. Fico contente que a empresa tenha aberto uma colaboração tão importante com a PUC, feita com base na qualidade. 

Reitor padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J. / Foto: Jorge Paulo Araujo

O CTO e diretor da Americanas S.A, João Guerra, enfatizou como a empresa procura valorizar as diferenças e produzir um serviço que auxilie e contribua para melhorar a vida e a rotina dos brasileiros. Ele apontou a cultura e as pessoas como alguns dos principais ativos que alavancam a organização.

- O que torna a empresa única é o envolvimento com o povo e com a cultura, além de termos uma base de 51 milhões de clientes ativos. Sempre fomos intensos em relação ao fator “gente”, àqueles com quem trabalhamos ou nos direcionamos, desenvolvemos muitas pessoas. Temos como propósito contribuir de algum modo, somar para a vida dos brasileiros. Queremos criar empregos, gerar renda, desenvolver carreiras, oferecer preços justos, facilitar acesso a produtos e serviços, no âmbito do consumidor.

O CTO e diretor da Americanas S.A, João Guerra. / Foto: Jorge Paulo Araujo

Diretor executivo da Americanas S.A, José Ronaldo Pizani, disse que o propósito do novo projeto é fomentar uma troca entre estudantes, prepará-los para solucionarem desafios recorrentes do dia-a-dia da organização. Ele enfatizou como o conhecimento fornecido pela PUC-Rio é importante para esta união com a indústria. Assim, a busca por uma parceria com a instituição já era um desejo.

- Nós estávamos à procura desta parceria há muito tempo. A Universidade tem uma formação forte, e, do lado da indústria, existe a necessidade de complementar este conhecimento por uma aplicação no mundo real, no qual enfrentamos dificuldades inesperadas. O projeto surge com o intuito de capacitar os alunos de maneira diferente, ao promover a interação e o trabalho com aqueles que são de cursos de graduação, pós-graduação, mestrado ou doutorado. Eles vão sugerir soluções para problemas que a empresa possa enfrentar.

O laboratório é composto por quatro pilares para ajudar no progresso e na procura por soluções e novas tecnologias: o espaço físico, que corresponde ao local em que os estudantes vão trabalhar, a co-criação, a atuação conjunta entre as equipes da PUC-Rio e da Americanas S.A, o P&D, isto é, pesquisa e desenvolvimento ágil, e financiamento, o lançamento de bolsas de estudo e pesquisa.

 

Diretor executivo da Americanas S.A, José Ronaldo Pizani. / Foto: Jorge Paulo Araujo

O Vice-Reitor para Assuntos de Desenvolvimento da PUC-Rio, Sérgio Bruni, mencionou o sistema de abertura de bolsas para aqueles alunos que se interessarem pelo desenvolvimento e pela proposta do laboratório. O professor também comentou como a instituição tem uma longa conexão com a indústria e parceria direcionadas a pesquisas.

- Temos um quantitativo de bolsas para pessoas carentes, característico da Universidade, mas também abrimos espaço para aqueles que possam tocar futuro, que trabalham com inovação e com empreendedorismo. Tentamos ampliar este espaço de inovação. A PUC foi considerada nos últimos anos a primeira instituição de ensino superior relacionada à indústria e de forma expressiva, com projetos de pesquisa.

Um dos co-criadores do projeto, professor Hélio Lopes, do Departamento de Informática, agradeceu o CTO da Americanas S.A por ajudar a estabelecer a parceria entre a empresa e a Universidade. Ele destacou como o mercado atual tem disputas por vagas de emprego e exigências que devem ser seguidas por candidatos. Lopes ainda afirmou que o novo laboratório é uma oportunidade de qualificar os alunos e oferecer conhecimento.

- Nós podemos formar pessoas mais capacitadas e que se enquadrem no mercado de trabalho, além de construir o futuro desses alunos e da Americanas S.A. É uma oportunidade de ter uma formação diferenciada, no final eles terão o conhecimento de como desenvolver um software e colocar esta habilidade em produção a cada seis meses.

Marcos Kalinowski é professor do Departamento de Informática e também co-criador do programa. Ele mencionou que a ideia da iniciativa surgiu por ser um interesse mútuo entre aqueles que trabalham com técnicas de informática, de tecnologia e inovação, e a empresa seria o elo para promover estes pontos.

- Em 2019, nós criamos esta iniciativa e pensamos tudo, até a abordagem. A Americanas S.A tem o histórico de apoiar os projetos de inovação de recursos, e a PUC é uma universidade de referência na formação. Dessa forma, formamos a parceria, pois seria uma maneira de buscar soluções inovadoras, explorar novas tecnologias, além de valorizar a composição de um profissional voltado para o futuro.

 

Professor do Departamento de Informática, Marcos Kalinowski. / Foto: Jorge Paulo Araujo

A professora Simone Junqueira Barbosa, do Departamento de Informática, afirmou que esta parceria contribui para a quebra de barreiras entre os cursos e setores distintos da Universidade e vai funcionar como incentivo ao trabalho em conjunto.

- Acho que o programa permite alavancar a vocação da PUC no sentido de Universidade. Nós quebramos as barreiras de todas as especializações, dos diversos cursos e departamentos, e montamos equipes com integrantes de formações diferentes. Esta união promove a colaboração entre estes estudantes e um equilíbrio, e permite que um aprenda a conversar com o outro, a quebrar estas barreiras.

Professora Simone Junqueira Barbosa, do Departamento de Informática. / Foto: Jorge Paulo Araujo

Ao todo, são 40 vagas e os alunos interessados no programa podem se inscrever no programa até o dia 19 de junho. Para realizar a inscrição e obter mais informações, acesse https://www.afuturolab.inf.puc-rio.br/

     

Mais Recentes
Mesma essência em diferentes frequências
Em comemoração do centenário do rádio, a professora Rose Esquenazi analisa as transformações do meio de comunicação
Avanço sobre o desconhecido
No XXX Seminário de Iniciação Científica da PUC-Rio, alunos da Universidade recebem certificados e discutem o ofício da ciência neste século
Amizade e fraternidade social
XIII Semana da CRE discute maneiras de incentivar autonomia e cidadania na Universidade