A luz da Psicologia
15/06/2022 16:33
Rafael Serfaty

Com mais de 50 anos dedicados à PUC-Rio, Terezinha Féres-Carneiro recebe título de Professora Emérita

Professora Terezinha Féres-Carneiro (Foto: João Paulo Araujo)

A professora Terezinha Féres-Carneiro, do Departamento de Psicologia, recebeu no dia 13 junho, o título de Professora Emérita. A cerimônia foi em sessão presencial do Conselho Departamental do Centro de Teologia e Ciências Humanas (CTCH). Durante a solenidade, a professora também recebeu a medalha Cardeal Leme pelas contribuições à educação e à Universidade.

Doutora em Psicologia Clínica pela PUC-SP (1981), Terezinha possui doutorado em Psicoterapia de Casal e Família pela Universidade Paris Descartes (1988). Foi diretora do Departamento de Psicologia da PUC-Rio (1977-1981), coordenou por vários anos o Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica da Universidade e nele implantou o curso de doutorado em 1985.

O Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira S.J., abriu a cerimônia com elogios à professora Terezinha. Apontou que, nos últimos anos, a Universidade premiou diversos docentes com o título de Emérito. Para ele, tornar um docente emérito não significa deixar a PUC-Rio, mas permanecer nela de forma diferente, de modo a disseminar experiência de vida, sabedoria científica e participar com os novos professores da rotina criativa da instituição.

– A professora Terezinha tem uma carreira brilhante, não só no Departamento de Psicologia, mas com participação em vários momentos de nossa Universidade. Para ela, a PUC representa a vida, a dedicação, então hoje temos esta grata satisfação de poder conferi-la o título de Professora Emérita. Ela vai ajudar as novas gerações a compreender o modo de ser da Universidade.

O Decano do CTCH, professor Julio Diniz, fez coro ao Reitor, e afirmou que, num momento de grandes dificuldades, principalmente na área da saúde, a professora Terezinha é um símbolo de vida, alegria e resistência. Segundo ele, são anos de busca pelo saber e divisão do conhecimento com os alunos.

O Vice-Reitor Acadêmico, professor Ricardo Bergmann, lembrou que foi a primeira cerimônia presencial realizada após longa temporada virtual. Considerou a ocasião especial, e disse que se trata de um reconhecimento a enorme dedicação da professora à PUC-Rio. Bergmann alegou conviver com Terezinha em diversos momentos, e pôde testemunhar a “eterna juventude”, da psicóloga com energia e liderança que se estendem para além da Universidade.

Após o Vice-Reitor Acadêmico ler o diploma de Professor Emérito, o Reitor o entregou à professora junto à medalha Cardeal Leme – grande honraria destinada àqueles que contribuíram para a educação e à própria Universidade. Terezinha agradeceu a inúmeras pessoas que fizeram parte de sua vida, como mestres, colegas, funcionários, alunos, amigos e família. Segundo ela, o título foi uma surpresa.

– Foi meio de repente, eu nem sabia que, oficialmente, o título já estivesse concedido pelas instâncias devidas há um ano. Recebi um e-mail do Reitor há quatro dias avisando que hoje teria esta solenidade aqui no Auditório Anchieta. Fiquei muito emocionada, é uma vida dedicada à Universidade. Entrei como aluna há 55 anos e há 50 anos sou professora do Departamento de Psicologia. Combati o bom combate, completei a corrida e mantive a fé.

A Diretora do Departamento de Psicologia, professora Luciana Fontes Pessôa, afirmou que foi um prazer muito grande trabalhar com Terezinha. Luciana agradeceu a tudo que ela fez pelo departamento, pela presença e pelos ensinamentos. Padre Josafá encerrou a cerimônia com um pedido: que Terezinha continue alegrando a Universidade.

– Nós passamos, mas a PUC fica. É muito importante termos esta consciência, esses pequenos legados humanos são muito presentes na vida das pessoas. E a Terezinha, como psicóloga, certamente participou da vida de muitas. Neste mundo em que vivemos, precisamos de pessoas com duas características: irradiadoras de luz e construtoras de alianças.

Mais Recentes
Mesma essência em diferentes frequências
Em comemoração do centenário do rádio, a professora Rose Esquenazi analisa as transformações do meio de comunicação
Avanço sobre o desconhecido
No XXX Seminário de Iniciação Científica da PUC-Rio, alunos da Universidade recebem certificados e discutem o ofício da ciência neste século
Amizade e fraternidade social
XIII Semana da CRE discute maneiras de incentivar autonomia e cidadania na Universidade