Prefeito da Congregação para a Educação Católica da Santa Sé visita PUC-Rio
26/11/2018 12:17
Beatriz Puente e Luana Vicentina

Cardeal Giuseppe Versaldi esteve na Universidade nesta segunda-feira, 26.

Dom Giuseppe é acolhido pelo Reitor da PUC, padre Josafá, pelo Arcebispo do Rio, Cardeal Orani, e pelo diretor do Departamento, padre Waldecir. Fotos: Thaiane Vieira 

O Prefeito da Congregação para a Educação Católica, Dom Giuseppe Versaldi, visitou a PUC-Rio nesta segunda-feira, 26. Ele foi recebido pelo Arcebispo do Rio de Janeiro e Gão-Chanceler da PUC-Rio, Cardeal Orani João Tempesta, O.Cist., e pelo Reitor, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., na Sala do Conselho Universitário. É a primeira vez que o prefeito da Congregação, que é o organismo responsável pelo acompanhamento das universidades católicas no mundo, vem à PUC-Rio. Dom Guiseppe veio ao Brasil para visitar algumas instituições católicas. Antes do Rio, ele esteve em São Paulo, onde conheceu a PUC-SP e a PUC Campinas. 

Participaram da recepção o Bispo Auxiliar do Rio e professor da PUC, Dom Joel Portella, o Vice-Reitor, padre Álvaro Mendonça Pimentel, S.J., o Vice-Reitor Comunitário, professor Augusto Sampaio, o Vice-Reitor Acadêmico, professor Ricardo Bergmann, o Vice-Reitor de Desenvolvimento, professor Sergio Bruni, o Vice-Reitor Administrativo, professor Luiz Carlos Scavarda. Estavam presentes também o Decano do Centro de Ciências Sociais (CCS), professor Luiz Roberto Cunha, o Decano do Centro Técnico Científico (CTC), professor Luis Alencar Silva Mello, o Decano do CTCH, professor Júlio Diniz, o Decano do CCBS, professor Hilton Koch, o coordenador central de Pós-Graduação, professor Paulo César Duque Estrada, a coordenadora central de graduação, professora Daniela Vargas, o assessor Jurídico da Reitoria, professor Gustavo Senechal, e o assessor de Política Internacional, professor Danilo Marcondes e o diretor do Departamento de Teologia, padre Waldecir Gonzaga.

O Reitor fez uma apresentação sobre a Universidade, em que ressaltou a excelência acadêmica e os rankings que colocam a PUC-Rio entre as melhores instituições da América Latina. Padre Josafá destacou também a internacionalização da Universidade e o papel filantrópico da PUC-Rio, que concede várias modalidades de bolsas e auxílios para alunos cursarem uma graduação, e a preocupação socioambiental que norteia diversas ações dentro da instituição, entre elas, a ampla discussão da Encíclica Laudato Si’, do Papa Francisco. O Reitor destacou a importância da visita do Prefeito da Congregação para a Educação Católica na Universidade.

- É uma visita extremamente importante para nossa Universidade, uma vez que se trata da primeira vinda do secretário de educação católica na PUC-Rio nos últimos anos. O objetivo da visita é conhecer um pouco a realidade de cada uma de nossas instituições, porque ele, certamente, como prefeito da Congregação de Educação Católica, terá uma visão mais real do que são as nossas instituições e o muito que fazemos em relação ao Ensino Superior e à presença da Igreja no mundo universitário.

Dom Giuseppe ressalta importância da cultura do encontro nas universidades católicas. Foto: Thaiane Vieira 

Dom Giuseppe Versaldi disse trazer uma bênção e uma palavra de encorajamento do Papa Francisco. Ele destacou o papel das universidades católicas na cultura do diálogo e na manutenção da fé, temas amplamente defendidos pelo Papa Francisco. Para o religioso, “a fé não cega, ela ilumina”. Em seguida, Dom Giuseppe visitou o Departamento de Teologia, onde conheceu as instalações e conversou com os professores de graduação e pós-graduação do Departamento de Teologia e Cultura Religiosa. O Cardeal destacou a importância da mensagem do Papa de atualização do Evangelho, que pode ser observada na Encíclica Laudato Si’. Sobre a aplicação dos princípios da religião cristã na esfera universitária para alunos não-cristãos, Dom Giuseppe afirmou que “não é possível aproximar-se do fogo e não sentir o calor”.

 — Falamos da Igreja que está presente em cada lugar e também aqui no Brasil. E através dos pastores da Igreja local, a Conferência Episcopal do Brasil quer, na tradição da Igreja, favorecer o diálogo entre fé e razão e, então, levar a contribuição da Igreja no progresso, na formação integral de cada pessoa e, portanto, na dignidade de cada um. Procurar acabar com as injustiças, remover os obstáculos que podem atrapalhar a educação, para uma formação e uma vida social digna.

Para padre Waldecir, a presença de Dom Giuseppe representa um estreitamento de laços entre o trabalho da Congregação para Educação Católica, a Universidade, o Departamento de Teologia e a sociedade como um todo. Durante o encontro, padre Josafá fez a leitura de um artigo da Constituição Apostólica Veritatis Gaudium (Alegria da Verdade) que aborda o relacionamento e a renovação do sistema de estudos eclesiásticos para uma nova etapa missionária na Igreja Católica, proposta pelo Papa Francisco, baseada na alegria e no anúncio do Evangelho. O novo documento, promulgado em janeiro deste ano, é uma atualização das orientações da Constituição Apostólica ‘Sapientia christiana’, lançada pelo Papa João Paulo II em 1979, sobre os compromissos internacionais assumidos pela Santa Sé no campo da educação.

O Reitor ressaltou a criação de redes de comunicação, o diálogo e a interdisciplinaridade da Universidade como pontos que ele fortemente se orgulha e que mostram como a PUC-Rio apresenta resultados de adequação às exigências do documento. Na ocasião, padre Josafá concedeu ao Cardeal o diploma de Visita Ilustre e o presenteou com a Medalha Cardeal Leme.

Dom Giuseppe recebe Medalha Cardeal Leme. Foto: Gabriela Azevedo.

No ano em que o Departamento de Teologia celebra 50 anos, o Reitor ainda lembrou que a PUC-Rio é pioneira na criação de disciplinas voltadas ao meio ambiente, o que reforça um dos principais pontos defendidos pelo Papa. Após o encontro, padre Josafá acompanhou Dom Giuseppe pelo campus, e o Cardeal plantou uma muda de Pau-Brasil próximo à Igreja.

Ao final da manhã, o cardeal italiano participou de uma missa na Igreja do Sagrado Coração de Jesus, presidida pelo Cardeal Orani e concelebrada pelos bispos auxiliares do Rio Dom Roque Costa, Dom Joel Portella, Dom Antônio Augusto e Dom Paulo Alves,  pelo Reitor da PUC-Rio, Padre Josafá Siqueira, S.J., pelo padre Waldecir Gonzaga, pelo Reitor da Igreja Sagrado Coração de Jesus, padre Alexandre Paciolli, e por diversos padres do Departamento de Teologia e do Vicariato para a Educação da Arquidiocese do Rio.

Na celebração, Dom Orani ressaltou a importância da atuação do Prefeito da Congregação para a Educação Católica da Santa Sé. Ele afirmou que os valores católicos devem ser trabalhados não só na Universidade, mas também no Ensino Fundamental e Médio, como Dom Giuseppe incentiva, e refletiu sobre os desafios da Educação Católica em tempos de mudança. O Arcebispo também explicou como os princípios na educação podem ser a chave para melhorar o mundo, principalmente nos dias de hoje.

Dom Orani. Foto: Thaiane Vieira 

- Temos a Universidade, mas aprecio a forma como Dom Giuseppe trata a educação desde a infância, no Ensino Fundamental e no Ensino Médio. O trabalho dele é realmente efetivo e importante. Especialmente no momento em que o mundo está, é a educação que faz a diferença. Além disso, é necessário de fortalecer a identidade católica.

A cerimônia religiosa marcou a criação do Vicariato da Educação na Arquidiocese do Rio de Janeiro, cujo objetivo é integrar a identidade da Igreja na educação como um processo de renovação, conversão, produção cultural e contribuir para os valores e princípios cristãos de forma que respeite a laicidade. O Vicariato terá como bispo referencial Dom Paulo Alves Romão, que é professor do Departamento de Teologia; padre Thiago Azevedo como vigário episcopal e, como vigário episcopal adjunto, o padre Jorge Luiz Vieira. Ao final da missa, padre Josafá agradeceu a padre Thiago e padre Jorge Luiz, presentes na celebração, pelo trabalho e empenho na área educacional e afirmou estar confiante com futuro da educação católica.

Biografia

O Cardeal Giuseppe Versaldi nasceu no dia 30 de julho de 1943, em Villarboit (Vercelli), na Itália, e foi ordenado sacerdote em 1967. Ele é graduado em Psicologia e Doutor em Direito Canônico. Em 1981, recebeu o título de advogado da Sagrada Rota Romana. Em 2007, foi nomeado bispo de Alessandria, na Itália, e em 2012, recebeu o título de Cardeal do Papa Bento XVI. Em Roma, foi Presidente da Prefeitura dos Assuntos Econômicos da Santa Sé, entre 2011 a 2015, Cardeal-Diácono do Sagrado Coração, em 2012.

Em 2015, foi nomeado grão-chanceler da Pontifícia Universidade Gregoriana, do Pontifício Instituto de Música Sacra e do Pontifício Instituto de Arqueologia Cristã. No mesmo ano, tornou-se também Prefeito da Congregação para a Educação Católica da Santa Sé, que abrange as universidades, faculdades, institutos e escolas superiores de estudos eclesiásticos ou civis dependentes de pessoas físicas ou morais eclesiásticas, bem como instituições e associações com fins científicos; e todas as escolas e institutos de instrução e de educação, de qualquer nível e grau pré-universitário, dependentes da Autoridade Eclesiástica, orientados para a formação da juventude, salvo aqueles institutos que estão sob a responsabilidade das Congregações para as Igrejas Orientais e para a Evangelização dos Povos.

Mais Recentes
Mulheres presas e esquecidas
Ciclo de palestras aborda o encarceramento feminino no Brasil e denuncia a realidade das mulheres dentro dos presídios
Economista Marcio Garcia toma posse como professor titular
Há 36 anos na PUC-Rio, o professor é o terceiro a receber a nomeação no Departamento de Economia
Literatura infanto-juvenil em alta
Entrega dos prêmios Selo Cátedra 10 é marcada por defesa da relação entre Academia e mercado editorial