Jesus Landeira-Fernandez toma posse como professor titular
26/11/2019 17:38
Gustavo Magalhães

Em Aula Magistral, acadêmico aborda a consciência e os transtornos de ansiedade

O Vice-Reitor Acadêmico, professor Ricardo Bergman; o Reitor, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J.; e o mais novo professor titular da PUC-Rio, Jesus Landeira-Fernandez. Foto: Jorge Paulo Araujo.

O professor Jesus Landeira-Fernandez, do Departamento de Psicologia, tomou posse como professor titular da PUC-Rio na sexta-feira, 22. A cerimônia foi presidida pelo Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., e pelo Vice-Reitor Acadêmico, professor José Ricardo Bergmann. A ocasião também teve a presença do Vice-Reitor da PUC-Rio, o padre Álvaro Mendonça Pimentel, S.J. Em seguida, o professor ministrou uma Aula Magistral, com o tema As luzes não se acenderam de repente: A compreensão da mente humana através de modelos animais.

Landeira é o presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP) e compõe a diretoria da Sociedade Brasileira de Psicologia (SBP). O professor faz parte do quadro principal do Departamento de Psicologia desde 1996 e é o diretor do departamento desde 2012. Ao longo carreira, ele orientou 29 alunos de mestrado, 12 alunos de doutorado e supervisionou o trabalho de 15 pós-doutorandos.

O Vice-Reitor Acadêmico, professor José Ricardo Bergmann, leu o parecer da Comissão Central de Carreira Docente, homologado pelo Conselho Universitário da PUC-Rio, que certificou o professor Landeira como sólido no âmbito acadêmico tanto quantitativamente quanto qualitativamente. O Reitor, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., cumprimentou Landeira pela carreira profissional, especialmente pelo trabalho como diretor do Departamento de Psicologia. Padre Josafá ressaltou que o psicólogo atende às expectativas da instituição como transmissor de conhecimento. 

— O professor Landeira tem agregado muito valor à PUC-Rio pela ótima personalidade e por saber cuidar da missão confiada como a cabeça à frente do Departamento de Psicologia. Ele sabe buscar soluções inteligentes pensando na Universidade como um todo. Também destaco o mérito humano e a sabedoria em mesclar objetividade e subjetividade.  

Com a promoção de Landeira como Professor Titular, a PUC-Rio passa a ter 28 professores titulares. O Centro Técnico Científico tem 23, o Centro de Ciências Sociais, 9 e o Centro de Teologia e Ciências Humanas, 6. 

Foto: Jorge Paulo Araujo.

O professor Jesus Landeira-Fernandez atua na área de pesquisa básica, na qual utiliza modelos animais para investigar circuitos neurais envolvidos na origem dos transtornos de ansiedade. O doutor em Psicologia pela Universidade da Califórnia em Los Angeles ministrou a Aula Magistral As luzes não se acenderam de repente: A compreensão da mente humana através de modelos animais, em que tematizou consciência e ansiedade a partir de uma análise biológica das espécies.

A consciência, contou, é o objeto mais atual da ciência experimental e pode ser definida como a capacidade de interpretar estímulos do mundo. O professor destacou que o que nos torna humanos é o uso da linguagem associada a essa consciência. Landeira questionou sobre as consciências dos animais, que não falam, mas se comportam e têm emoções.     

— Além de uma consciência clara que utiliza linguagem, que certamente depende de um processo extremamente especializado, existe uma consciência mais primitiva que independe de linguagem. O fato da espécie humana ter uma consciência clara dos processos psicológicos não significa que a consciência surgiu com a nossa espécie. Existe um longo processo evolutivo que permitiu que a consciência evoluísse de forma gradativa e, por isso, há a possibilidade de investigar coisas humanas nos animais. 

Jesus Landeira-Fernandez afirmou que, com o passar dos anos, os transtornos de ansiedade ficaram cada vez mais intensos nas pessoas. O modelo de seleção natural privilegiou respostas de defesa em situações nas quais não há perigo, concluiu o doutor em Psicologia.

— Podemos concluir que, graças a um longo processo de seleção natural, as reações de defesa, mesmo em situações em que não existe perigo, foram selecionadas ao longo da nossa história, e por essa razão a ansiedade de longe é o transtorno mais frequente da nossa sociedade.

O diretor do Departamento de Psicologia, professor Jesus Landeira-Fernandez. Foto: Jorge Paulo Araujo.

Lattes

O professor tem graduação em Psicologia pela PUC-Rio (1981-1985), fez mestrado em Psicologia Experimental pela USP (1986-1988) e doutorado em Neurociência Comportamental pela UCLA (1989-1994).  Foi um dos fundadores do Instituto Brasileiro de Neuropsicologia e Comportamento (IBNeC), criado em 2009. É o fundador e atual diretor do Núcleo de Neuropsicologia Clínica e Experimental e um dos fundadores do periódico Psychology & Neuroscience. Landeira é ex-presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP) e compõe a atual diretoria da Sociedade Brasileira de Psicologia (SBP). Publicou mais de 170 artigos em periódicos brasileiros e internacionais e capítulos de livros. Tem três livros organizados e 24 capítulos escritos em livros.

Mais Recentes
Integração dos saberes marca primeiro dia de Seminário
Ao longo da semana, Universidades Jesuítas de 14 países da América Latina celebram os cinco anos da Laudato Si’
Janelas de excelência
PUC-Rio e sete universidades católicas criam parceria para ensino, pesquisa e internacionalização
Desafios da ajuda humanitária
Agentes da ACNUR relatam o trabalho com refugiados em Roraima