Jesus Landeira-Fernandez toma posse como professor titular
26/11/2019 17:38
Gustavo Magalhães

Em Aula Magistral, acadêmico aborda a consciência e os transtornos de ansiedade

O Vice-Reitor Acadêmico, professor Ricardo Bergman; o Reitor, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J.; e o mais novo professor titular da PUC-Rio, Jesus Landeira-Fernandez. Foto: Jorge Paulo Araujo.

O professor Jesus Landeira-Fernandez, do Departamento de Psicologia, tomou posse como professor titular da PUC-Rio na sexta-feira, 22. A cerimônia foi presidida pelo Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., e pelo Vice-Reitor Acadêmico, professor José Ricardo Bergmann. A ocasião também teve a presença do Vice-Reitor da PUC-Rio, o padre Álvaro Mendonça Pimentel, S.J. Em seguida, o professor ministrou uma Aula Magistral, com o tema As luzes não se acenderam de repente: A compreensão da mente humana através de modelos animais.

Landeira é o presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP) e compõe a diretoria da Sociedade Brasileira de Psicologia (SBP). O professor faz parte do quadro principal do Departamento de Psicologia desde 1996 e é o diretor do departamento desde 2012. Ao longo carreira, ele orientou 29 alunos de mestrado, 12 alunos de doutorado e supervisionou o trabalho de 15 pós-doutorandos.

O Vice-Reitor Acadêmico, professor José Ricardo Bergmann, leu o parecer da Comissão Central de Carreira Docente, homologado pelo Conselho Universitário da PUC-Rio, que certificou o professor Landeira como sólido no âmbito acadêmico tanto quantitativamente quanto qualitativamente. O Reitor, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., cumprimentou Landeira pela carreira profissional, especialmente pelo trabalho como diretor do Departamento de Psicologia. Padre Josafá ressaltou que o psicólogo atende às expectativas da instituição como transmissor de conhecimento. 

— O professor Landeira tem agregado muito valor à PUC-Rio pela ótima personalidade e por saber cuidar da missão confiada como a cabeça à frente do Departamento de Psicologia. Ele sabe buscar soluções inteligentes pensando na Universidade como um todo. Também destaco o mérito humano e a sabedoria em mesclar objetividade e subjetividade.  

Com a promoção de Landeira como Professor Titular, a PUC-Rio passa a ter 28 professores titulares. O Centro Técnico Científico tem 23, o Centro de Ciências Sociais, 9 e o Centro de Teologia e Ciências Humanas, 6. 

Foto: Jorge Paulo Araujo.

O professor Jesus Landeira-Fernandez atua na área de pesquisa básica, na qual utiliza modelos animais para investigar circuitos neurais envolvidos na origem dos transtornos de ansiedade. O doutor em Psicologia pela Universidade da Califórnia em Los Angeles ministrou a Aula Magistral As luzes não se acenderam de repente: A compreensão da mente humana através de modelos animais, em que tematizou consciência e ansiedade a partir de uma análise biológica das espécies.

A consciência, contou, é o objeto mais atual da ciência experimental e pode ser definida como a capacidade de interpretar estímulos do mundo. O professor destacou que o que nos torna humanos é o uso da linguagem associada a essa consciência. Landeira questionou sobre as consciências dos animais, que não falam, mas se comportam e têm emoções.     

— Além de uma consciência clara que utiliza linguagem, que certamente depende de um processo extremamente especializado, existe uma consciência mais primitiva que independe de linguagem. O fato da espécie humana ter uma consciência clara dos processos psicológicos não significa que a consciência surgiu com a nossa espécie. Existe um longo processo evolutivo que permitiu que a consciência evoluísse de forma gradativa e, por isso, há a possibilidade de investigar coisas humanas nos animais. 

Jesus Landeira-Fernandez afirmou que, com o passar dos anos, os transtornos de ansiedade ficaram cada vez mais intensos nas pessoas. O modelo de seleção natural privilegiou respostas de defesa em situações nas quais não há perigo, concluiu o doutor em Psicologia.

— Podemos concluir que, graças a um longo processo de seleção natural, as reações de defesa, mesmo em situações em que não existe perigo, foram selecionadas ao longo da nossa história, e por essa razão a ansiedade de longe é o transtorno mais frequente da nossa sociedade.

O diretor do Departamento de Psicologia, professor Jesus Landeira-Fernandez. Foto: Jorge Paulo Araujo.

Lattes

O professor tem graduação em Psicologia pela PUC-Rio (1981-1985), fez mestrado em Psicologia Experimental pela USP (1986-1988) e doutorado em Neurociência Comportamental pela UCLA (1989-1994).  Foi um dos fundadores do Instituto Brasileiro de Neuropsicologia e Comportamento (IBNeC), criado em 2009. É o fundador e atual diretor do Núcleo de Neuropsicologia Clínica e Experimental e um dos fundadores do periódico Psychology & Neuroscience. Landeira é ex-presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP) e compõe a atual diretoria da Sociedade Brasileira de Psicologia (SBP). Publicou mais de 170 artigos em periódicos brasileiros e internacionais e capítulos de livros. Tem três livros organizados e 24 capítulos escritos em livros.

Mais Recentes
Liberdade de expressão no mundo
Diretora regional do Repórteres Sem Fronteiras na América Latina analisa a democracia jornalística no continente
Conexões entre comunicação e a cidade
Muniz Sodré e Julita Lemgrumber analisam os problemas que o Rio de Janeiro enfrenta  
Elo entre mestres e alunos na escola pública
Profissionais de ensino discutem o incentivo à formação de professores no país