Convite para ter esperança e luz no Evangelho
23/03/2021 09:49
Lorena Teixeira e Luanna Lino

O padre jesuíta Élio Gasda S.J. ressalta em Aula Inaugural da Teologia pontos da Encíclica ‘Fratelli Tutti’, do Papa Francisco

Padre jesuíta Élio Gasda S.J.

Professor da área ética e teológica e práxis cristã na pós-graduação da Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE), padre Élio Gasda analisou temas que são abordados pelo Papa Francisco na Encíclica Fratelli Tutti na Aula Inaugural que ministrou por videoconferência para os alunos do Departamento de Teologia da PUC-Rio, no dia 16 de março. Ele ressaltou a relevância da palavra “convite”, presente no documento do Pontífice, e como ela pode ser importante no mundo, que atualmente enfrenta uma pandemia de Covid-19.

 

A palestra também teve a participação da professora Maria Clara Bingemer, do Departamento de Teologia, e um agradecimento especial do Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira S.J. pela participação de padre Élio Gasda. A aula durou aproximadamente duas horas e teve a participação de cerca de 250 pessoas.

 

Logo no início da videoconferência, o jesuíta citou o primeiro grande convite que o Papa propõe no documento. De acordo com ele, a convocação é feita a todos e é sobre “assumir uma nova forma de vida com sabor de Evangelho”, isto é, ter a inspiração de viver um amor que ultrapassa barreiras geográficas e espaciais. Padre Élio comentou que São Francisco de Assis é considerado pelo Papa o santo da alegria; o símbolo do amor; do amor fraterno e da simplicidade.  

 

Segundo o religioso, o convite que o Papa faz é diretamente para este mundo angustiado e triste, observou também que o chefe da Igreja Católica identifica algumas questões que comprometem a fraternidade. Na Encíclica, Papa Francisco aponta 13 dificuldades, declara que uma delas é a desintegração do que ele define como sonhos das nações.

- Um exemplo disto que ele aponta na Carta pode ser o exemplo da União Europeia, que trabalhou tanto para construir uma unidade, mas agora se encontra totalmente comprometida. Considero que, para sair de uma situação como esta, é preciso buscar a esperança e a luz do Evangelho.

 

O professor apontou que o capítulo 5 da Fratelli Tutti apresenta a teologia política do Papa Francisco e afirmou ser uma convocação que o Pontífice nos faz para adotar uma verdadeira ação, uma política que deve ser colocada a serviço do verdadeiro bem comum. Segundo padre Élio Gasda, Papa Francisco também menciona o amor político como o reconhecimento de todo ser humano como irmão e a procura de uma amizade social integradora na qual ninguém seja discriminado. 

 

Doutor em Teologia pela Faculdade de Comillas, em Madri, padre Élio Gasda também abriu espaço para falar sobre violência, justiça, paz e misericórdia. Ele afirmou que a verdade é companheira inseparável da justiça e que, na doutrina da Igreja, a justiça e a misericórdia são complementares.

 

- A violência é algo que precisamos voltar a discutir no Brasil, violência gera mais violência, ódio gera mais ódio, e morte gera mais mortes - ressaltou.

 

Próximo ao final da palestra, o teólogo fez uma declaração importante sobre a paz, assegurou que ela não é apenas não ter guerra, mas o desempenho incansável de cada ser humano e que cada cristão pode reconstruir a dignidade de seus irmãos.

Mais Recentes
Opção ágil e econômica para a leitura
Ex-aluna da PUC-RIO investe na compra e venda de livros e cria um sebo on-line
Homenagem a oito décadas de ensino e acolhimento
Arquidiocese do Rio de Janeiro e PUC-Rio celebram 80 anos de história e atividades acadêmicas da Universidade para a sociedade brasileira
A importância das instituições de pesquisa
O presidente da FAPERJ, Jerson Lima, ministra Aula Magna sobre os desafios da Covid-19 para ciência