A esperança de viver a Páscoa
29/03/2021 13:06

Padre Josafá faz uma reflexão sobre a Páscoa, que pelo segundo ano é celebrada em clima de confinamento. Ele deseja força para superar a crise

       A Páscoa no sentido religioso é a celebração da passagem da morte para a vida, experiência histórica vivida pelos judeus quando conseguiram se libertar da escravidão para a libertação, travessia marcada por sacrifícios, determinação e confiança em Deus. Para nós cristãos, a Páscoa é a passagem da morte de Cristo para a sua ressurreição, na qual a morte foi vencida pela vida, opção que exigiu coragem, sofrimento e a entrega nas mãos de Deus Pai. Esta é uma festa que nos marca pela sua radicalidade, tanto pela derrota da morte como pela vitória da vida.

       No contexto da pandemia que vivemos, este é o segundo ano que vamos celebrar a Páscoa em clima de confinamento, numa luta para preservar a vida contra a ação danosa da Covid-19, que tem eliminado milhares de vidas humanas, apagando sonhos, provocando feridas em pessoas contaminadas e suscitando indignação pela maneira como a saúde vem sendo conduzida em nosso país. Para os milhares que faleceram, vítimas do novo coronavírus, a Páscoa definitiva já aconteceu, e esses nossos irmãos estão vivendo agora junto de Deus na eternidade, restando aos seus parentes administrar as perdas e cicatrizar as feridas.

Quanto a nós, que continuamos vivendo nesta travessia difícil, enfrentando a ignorância, os descaminhos, a politização da pandemia e outras mazelas de nosso Brasil, não perdemos a esperança de que em breve possamos celebrar a Páscoa, confiando na inteligência da ciência, no bom senso dos governantes, na colaboração do povo e na ação da graça de Jesus Cristo. Sonhamos, como os discípulos de Jesus, de um dia vencer os medos, as incertezas e o aprisionamento do confinamento, para podermos exercer o nosso direito de ir e vir, de abraçar as pessoas que amamos, de dialogar e conviver presencialmente com as diferenças, proclamando publicamente a vitória da vida sobre a morte.  

Que este tempo pascal seja vivido com muita fé e esperança por todos nós, na certeza que o bem vencerá o mal, e que sairemos fortalecidos após esta travessia pandêmica que estamos enfrentando. Que o Cristo Ressuscitado nos dê as forças necessárias para superarmos as vicissitudes da história, e continuarmos sonhando com dias melhores. Uma abençoada Páscoa a todos que integram a comunidade educativa da PUC-Rio. 

Padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J.  - Reitor da PUC-Rio  

Mais Recentes
Testemunho de inclusão educacional
Na Semana da Consciência Negra, o Reitor da PUC-Rio, Padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., fala sobre o que a Universidade tem feito ao longo dos anos em prol da inclusão educacional
PUC-RIO: Casa comum entre as pontes
No aniversário de 81 anos da PUC-Rio, padre Josafá diz que a Universidade é a casa comum de funcionários, professores e alunos e, por isto,  deve ser cuidada por todos. 
O Dia do Professor
Reitor da PUC-Rio faz homenagem ao corpo docente da Universidade e agradece a todos pela dedicação