Universidades comunitárias renovam votos com educação
24/05/2017 13:54

Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras (Crub) firma parcerias com o CNPq e o Ministério do Desenvolvimento Social e inaugura nova sede em Brasília. Na Assembleia da Associação Brasileira das Universidades Comunitárias, que reuniu reitores de 52 instituições, foram anunciadas metas do planejamento estratégico para o setor e a criação de uma Frente Parlamentar pela Valorização da Educação Comunitária.

Foto de divulgação

O Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira, participou da 34ª Assembleia Geral Ordinária da Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (Abruc), que reuniu reitores de 52 instituições de todo o país nos dias 3 e 4 de maio, em Brasília. Foi lançada na ocasião a Frente Parlamentar pela Valorização da Educação Comunitária, com representantes do Senado e da Câmara Federal. Antes do encontro, o Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras (Crub) inaugurou sua nova sede, e anunciou parcerias com o CNPq e o Ministério do Desenvolvimento Social.

­– Foi um momento histórico importante da inauguração da nossa sede do CRUB, reforçando a luta e o compromisso das universidades com a educação brasileira. Muitas reflexões foram realizadas sobre temáticas ligadas à educação brasileiras e o papel das Universidades Comunitárias – destacou o Reitor.

Universidades comunitárias, como a PUC-Rio, são instituições de educação mantidas por associações ou fundações sem fins lucrativos. Podem receber recursos públicos para atividades, participar de editais de repasse de verbas para pesquisa e extensão, tendo como contrapartida a prestação de serviços gratuitos à população. Acordo de Cooperação firmado entre o CNPq e o CRUB vai proporcionar a atuação conjunta para estabelecer parceria técnica para chancela da Comenda de Mérito Acadêmico das Universidades Brasileiras, organizada e concedida pelo CRUB. Também foi assinado protocolo de intenções para firmar acordo de cooperação técnica entre a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e o CRUB, para fomentar a inovação e atividades entre a indústria e academia.

Na assembleia, foram debatidas iniciativas para aumentar a participação das instituições comunitárias na formação e capacitação de professores para a rede pública de ensino. Representantes do MEC que participaram do encontro reforçaram a intenção de ampliar as parcerias em relação às licenciaturas. O secretário de Educação Superior do Ministério da Educação, Paulo Barone, lembrou que as universidades comunitárias, ao lado das públicas, são responsáveis por “um grande aporte para as políticas de educação básica do país”, na medida em que formam professores para a educação básica.

“É uma possibilidade, e as instituições se sentem motivadas na relação com o MEC, tanto no diálogo e também em parcerias”, afirmou o secretário-executivo da Abruc, José Carlos Aguilera.

Para o presidente da Abruc, Pedro Rubens, Reitor da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), um dos objetivos da associação é fortalecer o segmento, “que se diferencia do privado, mas que, muitas vezes, ainda é visto como privado”.

Participaram do encontro os secretários de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), Henrique Sartori de Almeida Prado, e da Educação Superior (SESu), Paulo Monteiro Vieira Braga Barone; o deputado Pedro Uczai (PT/SC), representando a Comissão de Educação da Câmara dos Deputados; e a consultora e economista Tânia Bacelar (Ceplan), responsável, com Valdeci Monteiro, pela elaboração do Planejamento Estratégico da Abruc para os próximos cinco anos, que foi entregue aos reitores.

Também durante o encontro, foi debatida a busca por novos acordos junto a segmentos privados voltados ao fomento e ao conhecimento: “Estudamos criar acordos para linhas de financiamento estudantil sem juros tão altos quanto os do mercado”, afirmou o presidente Pedro Rubens.

Mais Recentes
Projeto capacita ensino técnico para o empreendedorismo
Parceria inédita da PUC-Rio com MEC e Sebrae forma 150 professores do Pronatec de todo o país em curso de pós-graduação à distância. Baixo custo e interação foram pontos altos do projeto.
Tecgraf celebra três décadas de pesquisa e inovação em software
O Instituto Tecgraf de Desenvolvimento de Software Técnico-Científico (Tecgraf) da PUC-Rio completa 30 anos de pesquisas e desenvolvimento de softwares voltados para setores como as indústrias petrolífera, de entretenimento digital, medicina, meio ambiente e militar.
Luta por respeito ao ser humano
Lei que permitia recolhimento dos jovens em situação de rua foi revogada há um ano