Reitor: Confirmar, amadurecer e aperfeiçoar
30/08/2017 18:00
Pe. Josafá Carlos de Siqueira, S.J.

Em mensagem de boas-vindas ao segundo semestre letivo de 2017, o Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., ressalta a variedade de áreas de ensino que o Campus tem e valoriza a importância de uma formação humanística, fruto de um ensino interdisciplinar.

Ao iniciarmos o segundo semestre letivo de 2017, sempre é bom recordar o que está em curso na rotina criativa da PUC-Rio, e também aquilo que desejamos amadurecer e aperfeiçoar como meta de longo prazo.

A história tem mostrado que a PUC-Rio vem se destacando a cada ano como uma Universidade de pesquisa, cujos recursos de projetos ocupam lugar considerável no orçamento da instituição. Este fato nos diferencia de outras universidades confessionais, fruto de uma pós-graduação de excelente qualidade, destacando-nos nos rankings nacional e internacional. Temos que apoiar, manter e aperfeiçoar este modelo, pois o mesmo tem sido inspirador para outras instituições no Brasil e no exterior.

Nos últimos anos, as dimensões da sustentabilidade econômica e socioambiental têm crescido na PUC-Rio, colocando-nos nos rankings das Universidades sustentáveis na América Latina, em posição de destaque. A sustentabilidade econômica é mantida com estruturas espartanas, menos burocráticas, liberdade responsável, controle de gastos e investimentos limitados, evitando desperdícios, dívidas e aventuras comprometedoras no orçamento geral da instituição. A sustentabilidade socioambiental vem crescendo tanto na manutenção das ações inclusivas dos programas de bolsas e projetos sociais mantidos pela Universidade, como também pelo apoio de ações e projetos em meio ambiente. Embora tenhamos muito a crescer como instituição ambientalmente sustentável, o nosso campus universitário e demais unidades extra campus têm mostrado melhoras no que diz respeito à economia de energia, a manutenção e melhoria da biodiversidade, o uso de materiais reciclados, os processos de educação ambiental, a ampliação de áreas de convivência e estudo etc. Tudo isso deve-se ao crescimento da consciência socioambiental na PUC-Rio, cuja agenda ambiental está sendo revista e ampliada.

Embora tenhamos muito a crescer, a dimensão interdisciplinar e interdepartamental vem se ampliando de maneira significativa na Universidade, tanto em nível acadêmico, como em projetos de pesquisa. O modelo PUC-Rio favorece o diálogo maior entre os vários campos dos saberes científicos, ainda que tenhamos de enfrentar muitas barreiras nos sistemas externos de avaliações fragmentados por áreas e comitês específicos. Temos que continuar insistindo nesta meta, pois ela dará aos nossos alunos no futuro, uma visão mais sistêmica da complexidade dos problemas, onde a especialidade em cada área científica está associada a uma visão mais ampla das interrelações entre vida acadêmica e vida profissional.

Finalmente, gostaria de chamar atenção sobre a importância da formação humanística em nossa Universidade, pois teremos que investir mais neste aspecto, embora alguns passos têm sido dados pelas parcerias entre o CTCH e o CCS. A crise ética e de valores em que vivemos no contexto mundial e nacional, exige de nós uma atenção maior nas humanidades. Temos que formar tanto bons profissionais e pessoas empreendedoras e inovadoras, como também seres humanos mais imbuídos de princípios e valores de maior profundidade, que saibam dialogar e conviver com a pluralidade de ideias e opções.

Que possamos unir esforços para confirmar aquilo que conseguimos com a participação de todos, amadurecendo as opões exitosas e aperfeiçoando as nossas metas para o futuro.

Pe. Josafá Carlos de Siqueira, S.J. – Reitor da PUC-Rio

Mais Recentes
Presença que nos honra
O Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., fala sobre a visita da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármem Lúcia, que proferiu palestra da Aula Inaugural do curso de Direito da Universidade. 
Reitor: Retornar com otimismo
Com a volta às aulas, o Reitor da PUC-Rio, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., dá boas-vindas aos alunos e aborda, neste artigo, as dificuldades que o país enfrenta. Para ele, o atual momento nacional exige discernimento e equilíbrio para superar as barreiras e sonhar com um país social e ambientalmente mais justo e solidário com os princípios éticos e humanísticos.