Vila dos Diretórios
06/10/2017 15:51
Bell Magalhães

Desde 1960, local é sinônimo de liberdade de expressão e coletividade

Poucos conhecem a história da Vila dos Diretórios, mas nem sempre ela foi do jeito que alunos e funcionários da PUC-Rio estão acostumados a vivenciar durante o ano letivo. O conjunto de casas ganhou este nome no início dos anos 1960, cinco anos após a criação do campus na Gávea, quando ela começou a alojar setores, institutos e Diretórios Acadêmicos da Universidade. Nos anos 1970, os alunos romperam o paradigma de que aquele lugar abrigava apenas os Centros Acadêmicos. Implantaram a rotina de atividades culturais como teatro, exposições de arte, música e poesia, e começaram a usar o espaço de uma forma extra acadêmica, principalmente durante a Ditadura Militar. Durante os anos 1980, essas práticas se tornaram cada vez mais intensas. Hoje, a Vila é sinônimo de integração. Ela se tornou um verdadeiro caldeirão cultural que, a cada período, abriga uma nova leva de pessoas. Uma teia de significados que foi composta por diferentes memórias, referências e experiências de cada geração que andou pelo mesmo caminho de paralelepípedos.

Vila dos Diretórios

Mais Recentes
Ato em defesa da educação pelo olhar de Amanda Dutra
Cobertura fotográfica do ato em defesa da educação, realizado no dia 15 de maio de 2019, na Candelária.
Ato em defesa da educação pelo olhar de Bia Côrtes
Cobertura fotográfica do ato em defesa da educação, realizado no dia 15 de maio de 2019, na Candelária.
Exposição de trajes da província de Guizhou
Durante visita a PUC-Rio, delegação da província de Guizhou na China realizou um desfile de vestimentas tradicionais no Salão da Pastoral.