Vila dos Diretórios
06/10/2017 15:51
Bell Magalhães

Desde 1960, local é sinônimo de liberdade de expressão e coletividade

Poucos conhecem a história da Vila dos Diretórios, mas nem sempre ela foi do jeito que alunos e funcionários da PUC-Rio estão acostumados a vivenciar durante o ano letivo. O conjunto de casas ganhou este nome no início dos anos 1960, cinco anos após a criação do campus na Gávea, quando ela começou a alojar setores, institutos e Diretórios Acadêmicos da Universidade. Nos anos 1970, os alunos romperam o paradigma de que aquele lugar abrigava apenas os Centros Acadêmicos. Implantaram a rotina de atividades culturais como teatro, exposições de arte, música e poesia, e começaram a usar o espaço de uma forma extra acadêmica, principalmente durante a Ditadura Militar. Durante os anos 1980, essas práticas se tornaram cada vez mais intensas. Hoje, a Vila é sinônimo de integração. Ela se tornou um verdadeiro caldeirão cultural que, a cada período, abriga uma nova leva de pessoas. Uma teia de significados que foi composta por diferentes memórias, referências e experiências de cada geração que andou pelo mesmo caminho de paralelepípedos.

Vila dos Diretórios

Mais Recentes
Aldeia Maracanã: resistência indígena no coração da cidade
A Aldeia Maracanã, localizada no meio da cidade no bairro Maracanã, é uma ocupação indígena que começou no terreno do prédio do antigo museu do índio em 2006. A intenção é a resistência cultural e a garantia de que os índios não sejam vistos apenas em livros e museus, eles estão vivos e sua cultura também.
Camisa polo, jeans e um sorriso no rosto
Em ensaio de fotos, simplicidade e descontração fora do trabalho