Em busca de um sonho
23/05/2018 08:57
Julia Carvalho

A Oficina de Empreendedorismo Social e Desenvolvimento Sustentável foi o único projeto brasileiro escolhido para participar do Workshop de uma Organização da Unesco na Coréia do Sul

Maria Luiza e Isabela desenvolveram a Oficina de Empreendedorismo Social e Desenvolvimento Sustentável. Foto: Fernanda Maia 

Estudante de Engenharia Química da PUC-Rio, Maria Luiza Moreira é a única brasileira entre 50 selecionados para participar do 4th Youth Leadership Workshop on Global Citizenship Education (GCDE), organizado pelo Asia-Pacific Centre of Education for International Understanding (APCEIU) da Unesco. Com duração de uma semana, o workshop é voltado para jovens líderes de todo o mundo que desenvolvem projetos sociais sobre educação, saúde ou direitos humanos e será realizado em Seul, capital da Coréia do Sul.

Maria Luiza desenvolveu o projeto no final do ano passado com Isabela Borges e Gabriele Santos, todas bolsistas da Universidade e que fazem parte do Projeto Ultrapassar da Vice-Reitoria Comunitária. A estudante de Engenharia Química explica que, por fazer domínio adicional em Empreendedorismo, quis produzir algo relacionado aos estudos. Com isso, teve a ideia de fazer uma oficina de empreendedorismo social e desenvolvimento sustentável com foco em alguns objetivos da Organização das Nações Unidas (ONU) da Agenda de 2030.

— Escolhemos os objetivos 4.4 e 4.7 que são focados no desenvolvimento sustentável, ligados à educação, e no 16.1, que é no âmbito de diminuir as taxas de violência. Pretendemos, com essa oficina, capacitar alunos do Ensino Médio ou Ensino Fundamental. A iniciativa visa proporcionar a esses jovens o encontro com o empreendedorismo, com o desenvolvimento sustentável, com os objetivos da ONU e a possibilidade de eles perceberem que são capazes de fazer diferença na própria comunidade.

Maria Luiza conta que decidiu se inscrever no Fórum da Coréia por estar no último período e querer deixar o projeto registrado em vários lugares, além de poder conhecer outras pessoas que participam de iniciativas no mesmo estilo. Maria Luiza lembra que, embora confiasse na sua ideia, apenas no momento em que recebeu a notícia da aprovação para participar do workshop na Unesco é que percebeu a importância do projeto.

Foram mais de três mil inscritos, 50 selecionados e, entre esses, apenas três da América do Sul: um colombiano, um peruano e Maria Luzia. Ela diz que, enquanto estiver na Coréia, quer entrar em contato com pessoas que tenham a mesma visão dela, de mudar o mundo e fazer o bem ao próximo. Mas revela também que está ansiosa para voltar e repassar as experiências que terá em Seul.  

A estudante deseja organizar na PUC-Rio, ainda neste período, a Oficina de Empreendedorismo Social e Desenvolvimento Sustentável. A ideia é fazer os encontros em quatro dias, com a participação de 20 alunos. A cada dia, um aluno será capacitado para ajudar nas próximas oficinas, o que, segundo Maria Luiza, torna o projeto totalmente sustentável.

— O Fórum será dividido em quatro módulos. O primeiro é sobre atitude e comportamento empreendedor, matéria que temos aqui na Universidade. O segundo é ligado aos objetivos da ONU, mostrar o que são os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), e como eles podem ver as ODS na própria comunidade, na escola e no projeto social que participam. O terceiro é voltado para negócios sociais e como podem desenvolver, ou como podem fazer com que o projeto social que participam cresça. O quarto módulo é ligado à liderança empreendedora, não só para a pessoa se tornar líder em alguma organização, mas também para poder agir com a visão empreendedora onde já participa.

Mais Recentes
Pluralidade de ideias
A diversidades ideológica nas universidades é debatida em encontro
A força infinita da ciência
O curador da coleção de aves do Museu Nacional, Marcos Raposo, palestrou sobre a relação da ciência e da filosofia no Seminário do Centro de Ciências da Conservação e Sustentabilidade do Rio.
Entender a resiliência
Reitor da Igreja do Sagrado Coração de Jesus palestou sobre a virtude da resiliência e como ela pode ser aplicada no dia a dia