Novo diretor para o IRI em 2021
22/12/2020 18:23
Heloiza Batista

Professor Luis Manuel Rebelo Fernandes toma posse em cerimônia remota

Novo diretor do Instituto de Relações Internacionais, professor Luis Manuel Rebelo Fernandes.

O professor Luis Manuel Rebelo Fernandes assumiu o cargo de diretor do Instituto de Relações Internacionais (IRI) na terça-feira, 22, em reunião remota com a presença do Reitor, padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J., dos Vice-Reitores, Decanos e alguns professores da Universidade. A professora Marta Fernández, que estava na direção do IRI nos últimos quatros anos, também participou da cerimônia de posse.

Fernandes é graduado em Relações Internacionais pela Georgetown University, mestre e doutor em Ciência Política e Sociologia pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro. Ele atuou como gestor público e exerceu funções como Secretário Executivo do Ministério da Ciência e Tecnologia, foi Presidente da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e Diretor Científico da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ). O professor também desenvolveu diversas pesquisas na área de Economia Política das Relações Internacionais.

O novo diretor destacou o papel de referência e pioneirismo do IRI na consolidação da área acadêmica no Brasil. Segundo ele, foi uma grande conquista para a PUC-Rio o departamento ter sido responsável pela criação do primeiro programa de doutorado em Relações Internacionais do país, em 2001. Fernandes ressaltou ainda a importância do pertencimento dele à Universidade, que começou como aluno visitante em 1978, 18 anos depois exerceu a função de professor visitante com bolsa da FAPERJ e, a partir de 1998, passou a integrar o quadro de professores permanentes do IRI.

- O meu primeiro pertencimento à PUC foi em 1978, quando cursei um ano como aluno visitante no curso de Relações Internacionais. A Universidade fez 80 anos este ano e posso dizer que pertenço há mais de 40 do seu tempo de vida, me orgulho muito de ter feito parte desta história, a cultura de pertencimento da PUC me deu bases sólidas para enfrentar os desafios. Ao assumir a direção, vou buscar combinar a excelência acadêmica com a sustentação econômica necessária para garantir a qualidade.

Ex-diretora do Instituto de Relações Internacionais, professora Marta Fernández.

A professora Marta Fernández agradeceu a todos que fizeram parte da trajetória dela como diretora do IRI e parabenizou Fernandes pelo novo cargo. Ela observou que a longa experiência do cientista político como professor do quadro principal e como gestor em importantes funções do sistema nacional de ciência, tecnologia e inovação vão ser fundamentais para a condução do Instituto em tempos de desafios políticos, educacionais e econômicos.

- Tive a honra de assumir a direção no momento em que o curso já era reconhecido pela qualidade acadêmica, com uma estrutura complexa e inovadora. Tudo foi possível devido ao trabalho incansável daqueles que me precederam e que foram responsáveis pela construção e consolidação institucional. Fico feliz que, 30 anos depois do primeiro diretor do Instituto de Relações Internacionais, Luiz Gonzaga (professor Luiz Gonzaga de Souza Lima), teremos um outro Luis à frente do departamento.

Decano do Centro de Ciências Sociais, professor Luiz Roberto Cunha.

O Decano do Centro de Ciências Sociais, professor Luiz Roberto Cunha, disse que o IRI é um grande exemplo de inovação e interdisciplinaridade, que existe na Universidade. Ele comentou que Marta Fernández foi uma figura importante para consolidar esta característica inovadora e que a presença de Luis Manuel Rebelo Fernandes vai ser essencial para perpetuar estes atributos no futuro do Instituto.

O Reitor agradeceu a ex-diretora pela dedicação e o trabalho feito nos últimos anos. De acordo com ele, a trajetória do novo diretor, de mais de 40 anos na PUC-Rio e a competência profissional vão colaborar de maneira efetiva para o departamento. Padre Josafá frisou a cultura de pertencimento da Universidade, mencionada por Fernandes, que contribui e impacta nas decisões da comunidade acadêmica.

- O valor da cultura do pertencimento influencia nas decisões, todos da comunidade PUC-Rio, mesmo com as diferenças, procuram dar as mãos na hora certa para poder superar os desafios.

Reitor padre Josafá Carlos de Siqueira, S.J.

Mais Recentes
Opção ágil e econômica para a leitura
Ex-aluna da PUC-RIO investe na compra e venda de livros e cria um sebo on-line
Justiça Restaurativa e a luta contra o ciclo de violência
Implantado no Brasil a partir de 2005, modelo é inspirado em prática exercida por povos indígenas
Animais em tempos de Covid-19
Bichos sofrem para encontrar um lar durante período de isolamento