Ideias para mudar o mundo
26/05/2022 14:59
Carolina Smolentzov

Projetos criados na PUC-Rio por alunos de Design ajudam a melhorar a vida de pessoas

O que o esporte, a Zona Sul do Rio de Janeiro e o design tm em comum? Estes foram alguns dos ingredientes que interligaram as vidas dos estudantes Rodrigo Belli, Nicolau Locatelli e Frederico Mello, do Departamento de Artes & Design. Alguns anos depois, os produtos dessa jornada foram projetos sociais inovadores e impactantes. As duas iniciativas foram apresentadas como parte das disciplinas de Ecodesign e Projetar em Sociedade durante a 2ª Semana DAD, no dia 16 de maio.

O professor Augusto Seibel, do DAD, ressaltou que, embora tenham surgido dentro da sala de aula, os projetos so exemplos de demandas reais de alunos engajados e motivados que atuam para melhorar a vida das pessoas. Para Belli, esta vontade de mudar j estava presente desde o incio da universidade.

- Eu comecei a enxergar a possibilidade de usar o design para tentar transformar o mundo em que vivemos, o que vamos deixar para as prximas geraes e consertar um pouco da besteira que as ltimas geraes vm fazendo.

A histria comea em um bairro de Duque de Caxias. Segundo os palestrantes, pode parecer longe, mas Jardim Gramacho fica apenas a 30 quilmetros da PUC-Rio. O bairro se desenvolveu em torno de um lixo que existiu por mais de 30 anos, e foi considerado o maior da Amrica Latina em volume de resduos recebidos por dia. Em 2012, o lixo foi desativado, e a maioria das famlias da regio ficou sem nenhuma fonte de renda.

- As mes levavam os filhos porque no tinham com quem deixar, ento era normal os participantes do projeto falarem: “cresci na rampa. Comecei a acompanhar meus pais com 12 anos e passei a vida inteira l”. Apesar das longas jornadas de trabalho e das ms condies, uma participante falou que a poca do lixo era de fartura; que eles pensavam em compra de ms, e no em compra da semana ou do dia – contou Locatelli.

Segundo dados de 2019, 78% dos moradores de Jardim Gramacho vivem em situao de extrema pobreza, o que significa uma renda mensal de R$ 330. E apenas 7,6% da populao conseguem viver alm dos 65 anos. Em comparao, a expectativa de vida na Gvea de aproximadamente 80 anos. Apenas 30 quilmetros podem diminuir 15 anos de uma vida: este o tamanho da desigualdade no Brasil. 

Projeto ReMAr (Foto: Reproduo)

Em 2021, depois de uma “epifania” durante a pandemia, Locatelli e Mello fundaram a ReMar com o objetivo de gerar impacto e pensar mudanas a partir de resduos. Segundo eles, entender a cultura local era entender o papel do lixo na comunidade. A ideia era trabalhar com os moradores de Jardim Gramacho e criar condies para que eles protagonizassem as mudanas que desejavam ver, tanto nas suas vidas quanto no bairro. A ONG busca fazer isto com programas que explorem o potencial dos resduos como ferramenta de gerao de renda e desenvolvimento comunitrio.

A primeira experincia foi Jardineiras de Gramacho porque a maioria das catadoras de mulheres. No projeto, o nmero tambm absoluto: mais de 95% de participantes femininas. Alm das limitaes profissionais e os preconceitos que acompanham uma vida na coleta, outro problema muito frequente para esta populao a sade, tanto pelos riscos quanto pelo cansao. Isto porque, sem o aterro, os resduos agora precisam ser transportados em quantidades que chegam a 200 kg de materiais.

As trabalhadoras ficam merc dos preos do mercado, que flutuam e trazem insegurana financeira s famlias. Portanto, o trabalho da ReMar tem como foco fortalecer e estimular a cadeia da reciclagem local por meio da valorizao do trabalho das catadoras, sejam elas de cooperativas, desempregadas ou de rua. Ao remunerar adequadamente esta atividade e fornecer servios de qualidade como realizar trocas em domiclio, o Jardineiras de Gramacho contribui com a limpeza da comunidade, a destinao adequada dos resduos que foram coletados, alm do aumento da renda familiar e do faturamento das cooperativas locais.

Neste mesmo lugar, outra demanda tambm inspirou o uso do design e da tecnologia na luta contra outra crise: gua. Uma em cada quatro pessoas no mundo no tem o direito de beber um copo de gua limpa em casa. No Brasil, so mais de 35 milhes de pessoas, espalhadas principalmente pelas regies semiridas, os centros urbanos e as florestas.

A partir da percepo deste problema, Rodrigo Belli criou a gua Camelo. O servio possibilita o acesso a uma fonte segura de gua tratada para pessoas em situao de vulnerabilidade social. Os ‘kits Camelo’ incluem uma mochila, um filtro de gua porttil, um suporte de parede e o manual de uso e manuteno. O filtro consegue reter at 99.9% de todas as bactrias, protozorios e partculas de suspenso na gua, inclusive microplsticos.

Projeto gua Camelo (Foto: Reproduo)

- um produto ideal para atuar em lugares ide difcil acesso e isolados. Quando aconteceram aqueles apages em Manaus, foi nossa primeira atuao fora do Rio. Ns ficamos motivados por o que estava acontecendo. Em um dia, ns organizamos tudo e, no dia seguinte, j estvamos l, gerando este impacto e aprendendo muito.

Agora, a startup atua em mais de 65 comunidades em nove estados do pas e j foram distribudos mais de 820 kits Camelo que impactaram mais de 6.400 pessoas no Brasil todo. Em parceria com a AMBEV, foi possvel distribuir 100 kits: 25 no Acre, na Aldeia do Mutum, e 75 no Morro da Providncia, Zona Porturia do Rio.

Tanto no Acre quanto no Morro da Providncia, a maioria dos entrevistados pela empresa no faziam nenhum tratamento na gua que consumiam. No Acre, a proporo chegava a 80%. O reflexo disso eram relatos frequentes de sintomas de doenas de veiculao hdrica dentro das famlias. A ao da Camelo possibilitou que mais de 700 pessoas fossem impactadas em um ms, ao tornar a gua segura para consumo e eliminar os sintomas. 

 

Apoie os projetos

ReMar

Campanha: https://apoia.se/remar 

Contatos: +55 21 98173-0225 (Nicolau Locatelli) e +55 21 99494-4596 (Frederico Mello)

Redes sociais: @remar.ong 

 

gua Camelo: 

Site: https://www.aguacamelo.com.br/

Contato: rodrigobelli@aguacamelo.com.br

Redes sociais: @agua_camelo

 

Mais Recentes
Misso apostlica: conhecer e implementar
Em parceria com a CNBB, Departamento de Teologia organizou seminrio sobre o acordo Brasil-Santa S
Arte, tecnologia e humanidade
Multiartista e cineasta norte-americana Tiffany Shlain participa da 23º edio da conveno do Media Ecology Association na PUC-Rio
De p, ligados uns aos outros
Os painis Guerra e Paz do pintor Cndido Portinari so cedidos novamente pela ONU para serem exibidos