Democracia digital
05/07/2022 18:01
Carolina Smolentzov e Victória Reis

Vice-Reitoria Comunitária entrega nova leva de computadores para alunos de baixa renda por meio do FESP.

Alunos beneficiados pela doação: Aline Silva, Jefferson Rodrigo, Isabella Marinho e Antonio Augusto (Foto: Victória Reis)

Durante a pandemia de covid-19, os computadores desempenharam um papel essencial para garantir as aulas on-line, mas estudantes em situação de vulnerabilidade social tiveram dificuldades para acompanhar a mudança.  

Com isso em mente, a PUC-Rio criou a campanha de Inclusão Digital que disponibiliza aparelhos eletrônicos, por meio do Fundo Emergencial de Solidariedade da PUC-Rio (FESP). Para contemplar mais alunos que necessitam do benefício, no dia 5 de julho, o Vice-Reitor Comunitário, professor Augusto Sampaio, fez a entrega de mais 30 computadores, doados pelo professor Marcelo Gattass, diretor do Instituto Tecgraf.

Professor Augusto Sampaio afirma que a Universidade sempre teve a preocupação de contribuir com a vida acadêmica dos estudantes de baixa renda e, como instituição privada, foi pioneira na inclusão social. A iniciativa da campanha surgiu dos vices-decanos do Centro Técnico Científico (CTC), Centro de Ciências Sociais (CCS), Centro de Teologia e Ciências Humanas (CTCH) e Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) e foi apoiada pela Vice-Reitoria Comunitária (VRC).

-  A ideia da doação dos computadores é uma consequência natural da utilidade pública desta Universidade e dessa visão abrangente do aluno e da sociedade, para poder estar presente em momentos como estes. O objetivo é que todos os alunos tenham condições de uma maneira democrática de acompanhar a universidade, ressaltou o Vice-Reitor.

Vice-Reitor Comunitário professor Augusto Sampaio (Foto: Victória Reis)

Entre os beneficiados pela ação, está o aluno do 7º período de Geografia Antônio Augusto. Segundo ele, a doação dos computadores auxilia principalmente no acompanhamento das aulas on-line e confecção de trabalhos. Assim, como é o caso da universitária do 6° período de Serviço Social Isabella Marinho, moradora de São Gonçalo. De acordo com a estudante, o FESP exerce um papel essencial na jornada dela como universitária e o auxílio digital é fundamental para o acompanhamento das aulas. 

- No curso de Serviço Social, os alunos do 6º período apenas têm aula presencial na segunda-feira, sendo o restante on-line. Por morar longe é melhor não vir à PUC e ter um computador em casa, até porque vou iniciar a elaboração do meu TCC. No próximo semestre, se tivermos aulas presencialmente, eu poderia sair da Universidade às 21h e chegar em casa 23h, mas sem um computador, teria que ficar na PUC e chegaria quase uma da manhã. 

Uma das coordenadoras do FESP, Jéssica Vieira, afirma que os principais auxílios concedidos pelo fundo são de transporte e alimentação. A necessidade da assistência digital veio com o início das aulas remotas, período em que a Universidade precisou rapidamente adaptar os serviços oferecidos aos alunos - mas continua uma realidade para muitos deles.

- Depois de dois anos de pandemia, o estudo híbrido é uma realidade hoje em dia. O auxílio computador vem com a necessidade destes alunos de serem atendidos com um benefício para possibilitar uma qualidade de estudo maior. 

Para apoiar o FESP através de doações, acesse o site: http://www.puc-rio.br/sobrepuc/admin/vrc/doador.html

Mais Recentes
Missão apostólica: conhecer e implementar
Em parceria com a CNBB, Departamento de Teologia organizou seminário sobre o acordo Brasil-Santa Sé
Arte, tecnologia e humanidade
Multiartista e cineasta norte-americana Tiffany Shlain participa da 23º edição da convenção do Media Ecology Association na PUC-Rio
De pé, ligados uns aos outros
Os painéis Guerra e Paz do pintor Cândido Portinari são cedidos novamente pela ONU para serem exibidos