Perdão: cura e reintegração
11/08/2022 18:11
Fernando Annunziata, Luzi Alves e Sophia Marques

Reitor da PUC-Rio, Padre Anderson Antonio Pedroso, completa 22 anos de missão presbiteral e celebra Missa de Ação de Graças pelo novo semestre

Reitor, padre Anderson Pedroso, S.J., ministra missa acompanhado de cinco sacerdotes (Foto: Luzi Alves)

Realizada na Igreja do Sagrado Coração de Jesus no dia 11 de agosto, a Missa de Ação de Graças pelo novo semestre foi mais um momento para acolher os calouros e enaltecer a democracia – no mesmo dia, os pilotis da PUC-Rio serviram como um dos centros no país para a Leitura da Carta pela Democracia. A cerimônia começou às 12h e foi ministrada pelo Reitor da PUC-Rio, Padre Anderson Antonio Pedroso, S.J, que completou 22 anos de missão presbiteral.

Missa de Ação de Graça atrai docentes e alunos (Foto: Luzi Alves)


O ato litúrgico teve a participação de mais cinco sacerdotes. Durante a homilia, Padre Anderson reforçou o papel do perdão no processo de cura e reintegração da sociedade, e declarou que, apesar dos valores religiosos da Universidade, ela conta com uma comunidade diversificada e um espaço em que a liberdade e o diálogo devem ser valorizados. Segundo ele, esses são os ideais que sustentam a relação entre docentes e alunos da PUC-Rio.

- Eu quero lembrar a todos vocês que a nossa Universidade é católica, mas a comunidade é plural. Aqui é um espaço de liberdade, onde nós precisamos garantir que todas as pessoas possam conversar e dialogar. É isso que nós estamos precisando.

O Reitor ainda contou um pouco sobre os 22 anos de trajetória sacerdotal, e lembrou de experiências pessoais que agregaram na formação religiosa. Após a fala, ele foi presenteado com um arranjo de orquídeas e convidou os calouros para receberem uma caneca com uma estampa do interior da Igreja do Sagrado Coração de Jesus como presente de boas-vindas.

Calouro segura caneca da Igreja Sagrado Coração de Jesus (Foto: Luzi Alves)


Padre Arnaldo Rodrigues aproveitou o final da cerimônia para informar que a igreja fica aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, para oração, confissões e atendimentos.

Mais Recentes
Mesma essência em diferentes frequências
Em comemoração do centenário do rádio, a professora Rose Esquenazi analisa as transformações do meio de comunicação
Avanço sobre o desconhecido
No XXX Seminário de Iniciação Científica da PUC-Rio, alunos da Universidade recebem certificados e discutem o ofício da ciência neste século
Amizade e fraternidade social
XIII Semana da CRE discute maneiras de incentivar autonomia e cidadania na Universidade