Bolsa e Batom: educação financeira para mulheres
24/04/2023 17:51
Julia Sabino

O III Encontro Nacional Bolsa e Batom passa por nove cidades e atende mais de 500 mulheres

O projeto reúne mulheres interessadas em finanças por todo o país. Foto: Diogo Maduell

A bolsa que toda mulher merece é a bolsa da B3. Este é o lema do III Encontro Nacional Bolsa e Batom, que passa por diversas cidades do Brasil. O projeto, elaborado por Ramayana de Paula e Maressa Santos, promove a educação financeira por meio de encontros e palestras para mulheres que buscam a independência econômica. Hoje, o grupo independente e sem fins lucrativos realiza atividades com 19 educadoras financeiras para mais de 500 mulheres.

A atuação do grupo se expande para as redes sociais. Pelo Instagram, são compartilhados memes, dicas de finanças, respostas a dúvidas das seguidoras e os melhores momentos das palestras de forma gratuita. E não para por aí: todo o lucro obtido, proveniente do valor do ingresso de R$ 20, é doado para alguma instituição de caridade da região.

A cada ano, um tema é escolhido como foco dos encontros. A bola da vez foi o assunto finanças, mas pautas como empreendedorismo e administração financeira também já foram abordados.  Em cada lugar, as palestrantes têm flexibilidade de ajustar o discurso e a palestra para a realidade que estão inseridas.

Tudo começou em Manaus, após Ramayana e Maressa participarem de um encontro sobre finanças, Money Heroes. No voo de volta, as duas conversaram e perceberam que dividiam um sonho: realizar uma ação para ajudar mulheres a planejar os seus recursos. Juntas, deram o primeiro passo para organizar o Bola & Batom, que mudou a vida de várias jovens e adultas desde a primeira edição em 2021.

Uma delas foi Fátima Relvas, formada em Arquitetura e Urbanismo. Apesar de fazer planejamentos financeiros para tocar as obras do trabalho, se desorganizava para controlar as contas de casa. Após receber posts sobre o Bolsa e Batom nas redes sociais, se interessou em conhecer o projeto na capital carioca e confessa que teve uma surpresa positiva.

- As palestras me ajudaram a criar consciência financeira. Guardo meu dinheiro em poupança, e saí de lá bem animada para estudar novas formas de investir meu capital - afirma Fátima.

A forma de como gerar uma renda além da aposentadoria é uma questão frequente para a arquiteta, e aflige várias mulheres. Como ponto alto do encontro, ela destaca os ensinamentos sobre equilíbrio financeiro entre o futuro e o presente e a importância de saber a raiz das dívidas.

No Rio, as palestras foram organizadas pela jornalista econômica Juliana Frota, no dia 25 de março. Imersa no mundo das finanças há sete anos, ela tem como objetivo mostrar para mulheres  que a área não precisa ser um assunto ‘técnico e chato', e faz parte diariamente da vida de todos. 

- Você vai precisar lidar com dinheiro a vida toda. Nós, mulheres, vivemos mais que homens e normalmente nos aposentamos antes. Então, o nosso desafio de construção de reserva de investimentos para a velhice é grande - explica Juliana

III Encontro do Bolsa e Batom no Rio de Janeiro. Foto: Reprodução/Instagram

A educadora financeira foi chamada para ministrar o encontro na capital carioca após participar de diversas reuniões financeiras em Recife. Para ela, a parte mais cativante do projeto é mostrar como as mulheres podem fazer melhor dentro da própria realidade. Assim, conseguem realizar objetivos de vida e ter uma vida financeira mais tranquila.

Mais Recentes
Os vários papéis da polícia no Mundo Atlântico
Encontros da História da PUC-Rio reuniram palestrantes da Itália, México e Brasil
Alunos terão desconto em moradia universitária
PUC-Rio fechou parceria com Uliving, maior rede deste tipo de serviço no país
Luz, câmera, renovação
Estúdios de gravação de televisão e rádio reabrem após reforma