Carlos José Pereira de Lucena: o homem por trás do código binário
30/10/2023 17:48
Angelo Ye

Docente é empossado como Professor Emérito da PUC-Rio

Esposa e companheira de longa data do professor Carlos Lucena, Marise Lucena recebe flores que homenageiam marido. Foto: Kathleen Chelles.

Meio século. Esse é o tempo em que o professor Carlos José Pereira de Lucena se dedicou à PUC-Rio como docente. Em 1982, tornou-se titular do Departamento de Informática (DI), que ajudou a fundar. Em 1987, criou o primeiro curso de computação do país, o que fez dele um dos pioneiros do ramo no Brasil. Além disso, o pesquisador tem uma forte atuação na relação da PUC-Rio com outras instituições de ensino e pesquisa no país e no exterior. As bodas de ouro com a universidade foi festejada na cerimônia de posse como professor emérito. A ocasião também foi propícia para celebrar o 80º aniversário de Lucena.

A solenidade foi realizada no dia 26 de outubro, às 18h, no salão da Pastoral. Entre os convidados, estavam o Reitor da PUC-Rio, Padre Anderson Pedroso S.J.; o Vice-Reitor, André Luís de Araújo S.J.; o decano do Centro Técnico Científico (CTC), Sidnei Paciornik; além de outros vice-reitores, familiares, colegas, professores e alunos.

Padre Anderson abriu a cerimônia destacando as décadas de contribuição que o professor deu ao DI e à Universidade. Ele também reforçou o fato de o nome de um docente emérito sempre estar ligado à instituição, o que demonstra a relevância da honraria.

— Essa cerimônia homenageia não somente o professor Lucena, mas toda sua trajetória. A história recente da PUC-Rio se confunde com a história do professor Lucena. Como Reitor, e em nome de toda Universidade, quero exprimir minha alegria de participar desse momento. “Lucena” quer dizer pesquisa, busca, colocar as pessoas juntas e dinamizar. O título de professor emérito faz com que ele fique para sempre vinculado ao nome da Universidade. O emérito fica, nunca vai embora.

Por último, o Reitor agradeceu pelos anos de serviço dedicados não somente à PUC-Rio, mas à ciência no Brasil.

— Que o senhor continue conosco, engrandecendo o nome da PUC, da ciência e das pessoas que se entregam a essa missão, que é a educação.

Reitor Padre Anderson Pedroso entrega medalha Dom Cardeal Leme, maior honaria concedia pela Universidade. Foto: Kathleen Chelles.

A Vice-Reitora Acadêmica, professora Marley Maria Vellasco, fez a leitura do documento, emitido pela Comissão Central de Carreira Docente, em que foi descrita a trajetória do professor ao longo das décadas em que esteve atuante na área da informática. Entre os pontos altos da brilhante carreira, destacam-se o mestrado no Department of Computer Science & Applied Analysis pela University of Waterloo (1969), doutorado em Ciência da Computação pela University of California at Los Angeles (UCLA) (1974) e pós-doutorado pela IBM Research (1975). Ele também é professor adjunto da Universidade de Waterloo (Canadá) e pesquisador associado do Fraunhofer Institute FIRST em Berlim.  

A lista de feitos não para por aí. O professor já atuou como Vice-Reitor da PUC-Rio, Decano do Centro Técnico e Científico e, por várias vezes, foi Diretor do Departamento de Informática. Ele já foi premiado com a insígnia da Classe Grã-Cruz da Ordem do Mérito Científico da Presidência da República do Brasil, com a Medalha Carlos Chagas Filho de Mérito Científico, Diretoria e Conselho Superior da FAPERJ, com o Prêmio Álvaro Alberto de Ciências e Tecnologia do Ministério de Ciência e Tecnologia e com vários prêmios IBM Innovation Award, entre muitos outros. Desde 2010, professor Lucena se tornou o presidente do Instituto Nacional de Ciências da Web (INCT).

O decano do CTC, Sidnei Paciornik, frisou a marca indelével que o docente deixou na área da informática na PUC-Rio e na sociedade. Ele também endereçou palavras de carinho ao professor Lucena como forma de gratidão por ter sido aluno do pesquisador.

— Professor Lucena, é um privilégio estar aqui neste momento para poder lhe dizer estas palavras. Obrigado por esta oportunidade.

Da esquerda para a direita: o decano do CTC, Sidnei Paciornik; Padre Anderson; a Vice-Reitora Acadêmica, Marley Maria Vellasco, e o professor Carlos José Lucena. Foto: Kathtleen Chelles.

Durante a cerimônia foi exibido um vídeo com depoimentos de pessoas ligadas à vida do professor. Entre elas, dezenas de alunos que foram orientados por Lucena e hoje são professores em instituições renomadas ao redor do mundo. Além disso, o aluno do Departamento de Informática e estagiário do Laboratório de Engenharia de Software (LES) - que Lucena ajudou a fundar - João  Victor Godin entregou um retrato em aquarela do professor para homenageá-lo.

Familiares do professor estavam presente na solenidade para prestigiá-lo. Foto: Kathleen Chelles.

— Tenho enorme emoção de estar aqui hoje. Quando fiz 80 anos, cheguei à conclusão de que 60 anos antes, eu tive dois casamentos: um com a minha esposa, com que tive quatro filhos e me deu suporte total para que eu pudesse focar no meu trabalho. O outro casamento foi com a PUC-Rio. Casei com a minha esposa na mesma época em que casei com a PUC — disse Lucena.

O ponto mais aguardado da cerimônia foi a entrega, pelas mãos do Reitor, da medalha Cardeal Dom Sebastião Leme e do diploma que concedeu o título de professor emérito da PUC-Rio. Para coroar o ato, também foi entregue um buquê de flores, que foi recebido pela esposa do homenageado, Marisa Lucena, parceira e apoiadora do trabalho do professor. A solenidade foi encerrada com a execução, com todos de pé, do Hino Pontifício pelo Coral da Universidade.

A ocasião também serviu para o lançamento do livro Professor Lucena e a Informática na PUC-Rio. O livro conta a história da origem do Departamento de Informática até o momento atual, e, consequentemente, de seu fundador. Foto: Kathleen Chelles.

Mais Recentes
Caminhos da inovação para políticas públicas em Engenharia e Arquitetura
Projeto multidisciplinar reuniu 65 pesquisadores em três eixos temáticos
PUC-Rio se prepara para grandes travessias a partir de 2024
Na Assembleia, professores, alunos e funcionários se unem em torno de novo futuro para a Universidade