Intercâmbio de dados sobre territórios populares
10/04/2024 17:09
Larissa Nascimento

PUC-Rio e Instituto Pereira Passos assinam termo de cooperação

A cooperação permitirá maior intercâmbio entre IPP e iniciativas da Universidade, como o UNIR (Foto Matheus Santos)

A PUC-Rio assinou um termo de cooperação com o Instituto Pereira Passos (IPP),  da Prefeitura do Rio Janeiro, considerado referência em gestão estratégica de dados para políticas públicas. O objetivo é articular a pesquisa, ampliar e fortalecer a relação entre a Universidade e territórios populares, como a Rocinha. Estiveram presentes o Reitor, Padre Anderson Antonio Pedroso, S.J., os Vice-Reitores Marcelo Gattass, de Desenvolvimento e Inovação, e Jackeline Farbiarz, de Extensão e Estratégia Pedagógica, o Coordenador Central de Parcerias e Inovação, Gustavo Robichez, o Presidente do IPP, Manoel Vieira, e o presidente anterior do Instituto, Carlos Krykhtine.

– Esse é um acordo importante porque nós temos um trabalho transversal com as favelas, as comunidades mais vulneráveis da cidade. A Universidade traz uma camada de inovação interessante para o nosso projeto, por isso, a gente espera colher muitos frutos e novas pesquisas a partir dos dados que o IPP produz - afirmou o arquiteto Krykhtine.

"A Universidade traz uma camada de inovação para nosso projeto" (Foto Matheus Santos)

O Reitor também destacou a importância da parceria entre a  PUC e o IPP:

— Essa parceria é muito concreta e a PUC se sente honrada. As nossas relações são horizontais, porque nós somos uma instituição, Universidade e Pontifícia, por isso, temos muita esperança nessa parceria.

A cooperação permitirá um intercâmbio maior de informações e experiências entre o Programa Territórios Sociais, do Instituto, e iniciativas da Universidade, como o UNIR e o Central. Quinze departamentos da PUC-Rio estão envolvidos em ações e projetos de extensão do Centro de Pesquisas e Articulação de Conhecimentos PUC-Rocinha (UNIR). Um de seus fundadores é o professor e diretor do Departamento de Ciências Sociais, Marcelo Burgos. Já o Núcleo de Estudos e Projetos da Cidade, Central, é coordenado pela professora Maria Alice Rezende de Carvalho, do mesmo departamento.

– O UNIR é uma construção coletiva que envolve a Universidade, organizações da Rocinha e agências que prestam serviços à Rocinha. O nosso objetivo é oferecer uma plataforma georreferenciada de conhecimentos. No portal, haverá informações coletadas por fontes confiáveis, de modo que a gente possa facilitar o acesso ao conhecimento e ajudar a tornar mais visíveis determinados aspectos. Queremos ajudar as escolas, integrar cada vez mais os estudantes, com o apoio também do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e do Conselho Tutelar - explicou o professor Burgos.

Atualmente, o UNIR está com doze projetos em curso, apoiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), nas seguintes áreas: memória, território e cidadania, saneamento e lixo, capacitação para melhorar o uso de ferramentas digitais, inovação, empreendedorismo social e cultural.

Mais Recentes
Os vários papéis da polícia no Mundo Atlântico
Encontros da História da PUC-Rio reuniram palestrantes da Itália, México e Brasil
Alunos terão desconto em moradia universitária
PUC-Rio fechou parceria com Uliving, maior rede deste tipo de serviço no país
Luz, câmera, renovação
Estúdios de gravação de televisão e rádio reabrem após reforma